Craig Federighi fala sobre a abertura do código da linguagem Swift e o que isso representa

Além do site Daring Fireball, John Gruber tem um podcast (The Talk Show) no qual de vez em quando entrevista algumas pessoas. Pois nesta semana ele conversou com ninguém menos que Craig Federighi, vice-presidente sênior de engenharia de software da Apple.

Swift 2

O tema do bate-papo foi a prometida abertura do código da linguagem Swift, que aconteceu no começo de dezembro.

A entrevista de fato foi mais uma conversa na qual Gruber e Federighi falaram sobre a enorme procura pelo linguagem no GitHub (cerca de 60.000 pessoas clonaram o projeto e a atividade em torno da Swift no repositório, ao menos de acordo com o executivo, parece ser a maior entre todas as linguagens), o fato de a Apple ter realmente aberto o código da Swift (e não apenas maquiado tudo como algumas outras empresas grandes fazem, compartilhando um arquivo zipado com as licenças dentro), as vantagens de tornar a Swift um projeto open source (a ideia é ela se tornar a linguagem definitiva da industria — sistemas, serviços na internet, aplicativos, etc. — nos próximos 20 anos e, para isso, abrir o projeto é fundamental), as possíveis desvantagens (na verdade não houve *nenhuma* grande razão interna na Apple para não transformar a Swift em um projeto de código aberto), as enormes possibilidades de uso (inclusive em servidores, algo que a própria IBM já está fazendo), as vantagens/desvantagens se comparada à Objective-C, entre outras muitas coisas interessantes.

Se você é desenvolvedor ou deseja muito se tornar um, recomendo escutar o episódio #139 do The Talk Show e/ou ler a transcrição (em inglês) completa da entrevista. 😉

Posts relacionados

Comentários