Tim Cook recebeu US$10,3 milhões da Apple em 2015, menos da metade que Angela Ahrendts

Como uma empresa de capital aberto, a Apple tem obrigação de anualmente enviar um documento à Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos com todos os valores de salários e compensações dos seus principais executivos.

Em 2015, o documento mostra que o CEO Tim Cook tem evidentemente o maior dos salários — US$2 milhões, contra US$1 milhão dos outros. Todavia, considerando bônus de ações e outras compensações ele foi o que menos recebeu no ano passado: US$10,3 milhões, no total.

A vice-presidente sênior de varejo da Maçã, Angela Ahrendts, foi a que fechou 2015 com a maior das cifras: US$25,8 milhões. Em segundo lugar veio o chefão de finanças (CFO) da Apple, Luca Maestri, com US$25,3 milhões, seguido por Eddy Cue (vice-presidente sênior de softwares e serviços de internet), Dan Riccio (vice-presidente sênior de engenharia de hardware) e Bruce Sewell (vice-presidente sênior, conselheiro geral e secretário) com cerca de US$25 milhões cada.

Salários e compensações de executivos da Apple

Clique/toque para ampliar.

Todos fecharam o ano embolsando mais do que em 2014 — com exceção da própria Ahrendts, que havia recebido um bônus gigantesco de ações quando abandonou o posto de CEO da Burberry para ir trabalhar em Cupertino.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários