Apple trabalha para corrigir falha de links do Twitter no Safari; página especial trava o navegador

Você usa o Safari no Mac? Também é usuário do Twitter (seja o app oficial que foi atualizado recentemente ou pela web, mesmo)? Então já deve ter clicado em algum link compartilhado na rede social (com o encurtador t.co), esperou alguns bons segundos/minutos e se deparou com uma mensagem de erro.

Mensagem de erro no Safari (link do Twitter)

Pois é, você não está sozinho. No fórum de discussões da Apple há um tópico sobre o assunto que foi aberto em outubro de 2015! Tudo indica que o problema só afeta páginas HTTPS. A solução, ao menos por enquanto, é: 1. ficar recarregando a página até abrir; 2. remover o https da URL (caso o link curto do Twitter já tenha direcionado para o página em questão); 3. abrir o link em outro navegador (Chrome, Firefox, etc.).

Buscando informações sobre o assunto, o The Verge encontrou o seguinte tweet:

Timothy Hatcher (gerente de desenvolvimento WebKit da Apple) disse que existe um Radar (relato de problema na ferramenta da Apple) sobre o assunto e que a correção já foi identificada. Segundo ele, o problema está num nível mais baixo do que o WebKit (motor de renderização utilizado pelo navegador da Maçã).

Vamos torcer para que a Apple consiga corrigir tudo no OS X 10.11.4 — ou, quem sabe, até antes disso.

CrashSafari.com

“Bola de Praia Giratória da Morte®” do OS XNuma nota relacionada, alguém com tempo disponível resolveu pregar uma peça em usuários de iGadgets/Macs e criou ao site crashsafari.com. Ao entrar nele de um dispositivo iOS, o aparelho reiniciará; do Mac, a famosa “Bola de Praia Giratória da Morte®” do OS X surgirá, o aplicativo congelará e você em alguns casos terá que resetar a máquina para tudo voltar ao normal.

De acordo com o 9to5Mac, o site em si é inofensivo e só dá mesmo trabalho aos que fizerem uma visita. O problema responsável pelo travamento é um código JavaScript que faz a requisição da API (application programming interface, ou interface de programação de aplicações) HTML5 History centenas de vezes, em loop.

Nessa altura do campeonato a Apple já está por dentro de tudo e deverá corrigir o problema em futuras versões do sistema. Por enquanto, é bom ficar atento para não clicar em links direcionando para o site (especialmente em serviços como o Twitter, que utilizam encurtadores de URL e “mascaram” as coisas).

Posts relacionados

Comentários