Chrome passa a utilizar novo mecanismo de renderização do iOS e fica mais rápido/estável

Ícone - Google Chrome para iOS

No iOS 8, a Apple introduziu no seu sistema operacional móvel um novo mecanismo de renderização de páginas que trouxe uma série de vantagens sobre o antigo UIWebKit. Todavia, migrar para ele não foi tão simples quanto o Google esperava.

Hoje, finalmente, o Chrome para iOS chegou à sua versão 48 e passou a utilizar o novo WKWebView.


Ícone do app Google Chrome

Google Chrome

de Google LLC

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 75.0.3770.103 (73.8 MB)
Requer o iOS 11.0 ou superior

Grátis

Badge - Baixar na App Store

Código QR Código QR

Screenshot do app Google ChromeScreenshot do app Google ChromeScreenshot do app Google ChromeScreenshot do app Google ChromeScreenshot do app Google Chrome

Novidades da versão 48.0.2564.87

Esta versão usa o WKWebView, o mecanismo de renderização mais recente da Apple, que deve ser mais rápido e mais estável. A taxa de falhas foi reduzida para 70%, e a execução do JavaScript agora está significativamente mais rápida.

Esta versão também inclui:

  • Ícones reprojetados na página “Nova guia”: acesso facilitado a um maior número dos seus sites frequentemente visitados;
  • Integração com o Spotlight: arraste para baixo ou para a direita na Página Inicial e pesquise pelos seus favoritos do Chrome.

Em um post no Chromium Blog, o Google publicou gráficos comparando a taxa de falhas e a performance de JavaScript do Chrome antigo para o novo — e os números são mesmo excelentes. Não é que sites não irão mais travar nele, mas agora o browser funciona em iPads e iPhones/iPods touch tal como em Macs; se uma aba der problema, as outras não são afetadas.

Por outro lado, conforme o Google explica neste artigo de suporte, algumas funcionalidades também tiveram que ser removidas neste update — incluindo, infelizmente, o modo de economia de dados. Tomara que voltem logo.

Posts relacionados

Comentários