Em teste, bateria do iPhone SE desbanca as dos iPhones 5s e 6s — e até mesmo a do Galaxy S7

O mercado de smartphones foi invadido por phablets, os famosos telefones com telas gigantes. Uma das características desses aparelhos (além da tela enorme, que comporta muito mais informações de uma vez só) é que, por terem um tamanho físico grande, as baterias deles também são bastante superiores quando comparadas às de telefones menores — resultando numa vida útil melhor.

Mas o iPhone SE, novo aparelho com tela de 4 polegadas da Maçã1, chegou para mostrar que não é preciso ser grande para ter uma bateria honesta.

iPhones SE nas suas quatro cores inclinados e de lado

Em um teste realizado pelo Wall Street Journal no qual os aparelhos ficavam navegando em sites com ajustes de configuração iguais (incluindo brilho de tela), o iPhone SE conseguiu atingir a marca de 10 horas — bem melhor do que o iPhone 6s (7h45), o iPhone 5s (7h15) e até o Galaxy S7 (~7 horas).

Isso mostra como a obsessão da Apple em fazer iPhones cada vez mais finos realmente vai na contramão de algo que usuários querem muito: uma bateria decente. No mais, a companhia conseguiu colocar a mesmíssima câmera do iPhone 6s no SE sem que ela ficasse protuberante — outro ponto positivo do aparelho que conta com um design antigo, mas muito elogiado pelos consumidores.

Não me entendam errado. Eu acho o iPhone 6/6s bonito — inclusive mais do que o 5/5s/SE. Não sou fã das listras, mas acho o corpo dele como um todo mais agradável/moderno. Mas o ponto, aqui, não é esse — e sim a fixação da Apple por aparelhos (principalmente smartphones) cada vez mais finos, comprometendo outras áreas (no caso do 6/6s, a bateria e a câmera traseira).

Será que precisamos seguir sempre esse caminho? O iPhone SE pode ser um ótimo indício de que não. Fico me perguntando como seria o desempenho da bateria de um iPhone 6s com tela de 4 polegadas, imaginando que o iPhone SE poderia ter seguido o mesmíssimo design… 😕

Posts relacionados

Comentários