Em novo relatório, Apple fala sobre as melhorias na relação com fornecedores

Todos os anos a Apple divulga em seu site um relatório com informações sobre o progresso das responsabilidades de seus fornecedores. Hoje, ela liberou o documento [PDF] referente ao ano de 2016 acompanhado de uma carta aberta do diretor de operações Jeff Williams (COO, ou chief operating officer) da empresa.

Eis a nossa tradução:

Jeff WilliamsUma carta de Jeff Williams.

Na Apple, estamos profundamente empenhados em fazer com que todos em nossa cadeia de fornecimento sejam tratados com a dignidade e o respeito que merecem. Nossa equipe trabalha duro para elevar o nível a cada ano e melhorar as condições de trabalho, oferecer oportunidades educacionais, alcançar padrões mais elevados de vida e proteger os direitos humanos.

2015 marca o nosso décimo relatório anual de responsabilidade com fornecedores. Ele detalha os passos que a Apple fez para proteger os direitos humanos ao acabar com horas de trabalho excessivas e com práticas de trabalho forçado e de menores de idade. Ele também fornece informações sobre os nossos esforços para preservar o meio ambiente através de utilização química segura, conservação dos recursos naturais, eficiência energética e energia renovável.

Em 2015, a conformidade com as horas de trabalho entre os nossos fornecedores atingiu 97%, um número que é praticamente inédito em nossa indústria. Desde 2008, mais de 9,2 milhões de trabalhadores foram treinados sobre os seus direitos, mais de 1,4 milhão de pessoas têm participado de programas educacionais da Apple e mais de US$25,6 milhões em taxas de recrutamento excessivas foram reembolsados aos trabalhadores estrangeiros contratados pelos fornecedores como resultado dos nossos esforços.

A busca da Apple por padrões ambientais mais rigorosos e pela produção de energia renovável produziu resultados substanciais: fornecedores deixaram de enviar para aterros mais de 73.000 toneladas de resíduos. Nosso programa de água limpa economizou mais de 3,8 bilhões de galões de água doce. E no primeiro ano do nosso programa de eficiência energética, fornecedores têm impedido mais de 13.800 toneladas de emissões de carbono. Não estamos apenas ajudando os fornecedores a se tornarem mais eficientes — nosso programa de energia limpa serve para ajudá-los a abastecer suas instalações com fontes de energia renováveis. E os nossos participantes da academia de meio ambiente, saúde e segurança lançaram mais de 2.400 projectos de EHS [sigla para Environment, Health, and Safety] desde 2013.

Estamos orgulhosos do progresso que fizemos até agora. No entanto, mesmo enquanto você lê isso, a Apple continua enfrentando desafios ao longo da cadeia de abastecimento. Estamos trabalhando abertamente com parceiros da indústria, governos, ONGs e outras pessoas que partilham a nossa visão de melhorar a vida e cuidar do meio ambiente.

No centro desse esforço está a responsabilidade da Apple para com as pessoas que ajudam a criar os nossos produtos. O nosso compromisso com eles nunca acabará e vamos sempre tentar fazer o que é certo, fazendo mais e melhor.

Jeff Williams
Diretor de Operações

Em 2015, a Apple realizou 7 auditorias a mais do que em 2014 (640, contra 633), cobrindo cerca de 1,6 milhão de trabalhadores (mesmo número de 2014); 140 delas, porém, foram inéditas. Essas auditorias aconteceram em 25 países em 2015, contra 19 em 2014.

A empresa treinou mais de 3 milhões de trabalhadores sobre os seus direitos; expandiu seu programa de desenvolvimento e educação de trabalhadores de fornecedores para mais de 558 mil pessoas em 2015 — atingindo um total de 1,4 milhão desde 2008; graduou mais de 1.000 pessoas com um diploma universitário.

Graças às auditorias, a Apple descobriu três casos de trabalho infantil em 2015 em um único fornecedor (os três menores tinham 15 anos, sendo que a idade mínima para trabalhar é de 16). Quando fornecedores são flagrados contratando funcionários menores de idade, eles são obrigados a mandar as crianças para as suas casas, financiar a sua educação e pagar as despesas básicas.

Os relatórios da Apple incluem componentes ambientais e, em 2015, a empresa conseguiu fazer com que 100% da sua cadeia de abastecimento deixasse de utilizar minerais provenientes de zonas de conflito. Para isso, porém, a Apple teve que cortar relações com 35 fornecedores que não foram capazes de fazer as coisas da maneira que a empresa queria.

Aos interessados, o relatório completo pode ser visto neste link [PDF].

[via 9to5Mac, MacRumors]

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários