Dica: proteja cada aplicativo do seu Mac com o App Blocker

Repare: o ato de proteger determinados aplicativos com senha está ficando relativamente comum no mundo móvel. No Android, apps que servem a esse propósito existem aos montes — a maioria entupindo o sistema com propagandas e gasto de bateria no processo, mas divago; no iOS, vários aplicativos de terceiros, como o Dropbox, oferecem a opção de auto-bloqueio sem uma senha pré-definida; até mesmo a própria Apple já adicionou o recurso de proteger notas com senha — torço para que a Maçã siga implementando isso nos outros apps nativos.

Mas e nos computadores, como fica a situação? Bom, nos Macs, pelo menos, já existe uma resposta para esta pergunta: o Mac App Blocker, da Knewsense.

Screenshot do Mac App Blocker

O aplicativo oferece, além da função básica de bloquear determinados aplicativos com senha, uma série de opções para personalizar seu funcionamento. É possível determinar que ele grave todas as tentativas fracassadas de acessar um programa com data, hora e, opcionalmente, uma foto do bisbilhoteiro, caso o Mac em questão seja equipado com uma câmera. Também dá pra selecionar uma janela de horário ou datas em que o bloqueio estará ligado ou desligado — muito útil para proteger o Mac no escritório ou impedir o acesso das crianças aos joguinhos depois da hora de dormir, por exemplo. Ah, também dá pra estabelecer redes Wi-Fi confiáveis nas quais o bloqueio não se aplica, bem como períodos de inatividade e frequência.

Além disso, os desenvolvedores fazem questão de notar que o aplicativo não modifica quaisquer arquivos ou preferências do sistema, funcionando perfeitamente com as configurações e os programas que o usuário já usa. No breve teste que fiz, tudo funcionou em perfeita ordem, conforme prometido, inclusive as — nada lisonjeiras, devo comentar — fotos do invasor. É bom notar que, mesmo operando essa função discretamente, o LED verde da câmera FaceTime ainda pisca quando o aplicativo vai tirar a bendita foto.

O Mac App Blocker não está disponível na App Store (provavelmente por violar restrições impostas pela Apple), mas pode ser encontrado no seu site oficial. Ele é gratuito para testar por 15 dias e, depois disso, custa US$10.

[via CocaTech]

Posts relacionados

Comentários