Review: disco rígido My Passport for Mac, da Western Digital

Durante as últimas semanas, estive usando a nova geração do My Passport for Mac, a linha de HDDs externos da Western Digital projetada especialmente para usuários dos computadores da Maçã. Em um primeiro momento, surge a questão óbvia: qual seria a diferença deste modelo para outros HDDs “comuns” — e mais baratos — disponíveis aos montes no mercado? Essas e muitas outras serão respondidas nos próximos parágrafos.

Publicidade

À primeira vista, o design do My Passport for Mac é discreto, porém bonito. Sua aparência clean combina perfeitamente com a linguagem estética da Apple; a parte inferior se assemelha muito ao alumínio empregado na construção dos Macs mais modernos, apesar de ser de plástico. Tirando as inscrições de marca e modelo (na tampa superior) e os detalhes técnicos (escondidos na parte de baixo) — além de um LED indicador de uso ao lado da porta USB 3.0 —, não existem outros elementos obstrutivos na unidade, formando um conjunto aprovadamente minimalista.

My Passport for Mac, da Western Digital

O modelo de 2TB (que é o que eu testei) é mais gordinho, com cerca de 2cm de espessura, enquanto a versão de 1TB é notavelmente mais fina, medindo pouco mais de 1cm. De qualquer forma, ambas as versões são compactas e facilmente transportáveis. O cabo USB 3.0 incluso tem aproximadamente 30cm de comprimento, o que é apropriado para qualquer tipo de Mac vendido hoje em dia — inclusive o Mac Pro — mas pode ser causa de chateação se você precisar conectar seu HDD a um desktop torre.

Publicidade

Conectando o HDD ao meu MacBook Pro, a primeira impressão que tive foi que não se tratava de um produto específico para Macs. O disco estava absolutamente vazio, sem nenhum tipo de utilitário ou instalador para tal fim; só havia o espaço vazio, pronto para ser preenchido por arquivos, como um pendrive gigante. Apenas a título de comparação, o My Passport Ultra, da mesma fabricante (mas sem a dedicação especial à Apple) e que é o HDD externo que eu uso no dia-a-dia, veio com uma série de programas utilitários — para Windows, mas vocês entenderam meu ponto.

Como ponto positivo, destaco o fato do My Passport for Mac ter vindo formatado já em OS X Expandido, o tipo de partição mais apropriada para uso nos Macs. O único problema disso é que, se você pretende usar o HDD também em uma máquina Windows, terá que reformatá-lo para um tipo de partição que o sistema da Microsoft reconheça, como o exFAT.

My Passport for Mac, da Western Digital

Acessando o site da Western Digital, como indicado no folheto incluso na caixa, pude baixar os aplicativos apropriados. São dois: o WD Drive Utilities tem como funções principais verificar o status da unidade, para prevenir potenciais falhas; apagar todos os seus arquivos e programar um estado de hibernação para o HDD após um tempo determinado. Em um breve teste, as três funções funcionaram a contento, embora o recurso de diagnosticar problemas no disco me pareça um tanto incompleto: uma vez detectado um problema, não há nenhuma opção de solucioná-lo por parte do utilitário; resta ao usuário caçar possíveis soluções na internet, entrar em contato com a WD ou sentar e chorar.

My Passport for Mac, da Western Digital

O outro software disponível, o WD Security, permite configurar uma senha de acesso ao conteúdo do disco e máquinas confiáveis, onde a senha não seja requerida. Os dados são criptografados em hardware AES de 256 bits, um recurso interessante que não afeta a performance do drive, ao contrário de soluções de criptografia por meio de software — para quem se preocupa com o sigilo e a segurança dos seus arquivos, é um recurso essencial. O HDD externo também funcionou sem problemas com o Time Machine, o recurso de backup nativo do OS X — o que não é bem um diferencial, já que o recurso funciona com qualquer tipo de armazenamento externo.

Publicidade

Falando em performance, o My Passport for Mac não deixou a desejar, mas não se saiu melhor que o seu irmão do Windows. Parte da culpa sobre isso está no fato de estarmos falando de um HDD de 5.400RPM — a WD perdeu a oportunidade aqui de diferenciar seu produto com um disco de rotação mais elevada. Em meus testes, ambos os HDDs marcaram velocidades na casa dos 110MB/s tanto para leitura quanto para escrita, que é uma taxa aceitável para drives conectados por meio do USB 3.0 em 2016. Outros modelos mais parrudos suportam velocidades de transferência muito superiores, mas por um preço bem mais elevado.

My Passport for Mac, da Western Digital

Segundo a WD, o preço sugerido para a versão de 1TB é de R$350, enquanto o modelo de 2TB sai por R$550 — em uma rápida pesquisa nas lojas online, porém, o que encontramos foram valores muito mais elevados. No fim das contas, a nova linha da WD não vai muito além do lugar comum em termos de HDDs externos; sua assinatura “for Mac” não acrescenta em quase nada (apenas lhe livra dos softwares que normalmente acompanham a versão para Windows) e não deve ser um fator preponderante na hora da escolha do comprador; por outro lado, trata-se de um equipamento bem desenhado, com recursos de segurança interessantes (download a parte), e que vale a pena se for encontrado em preço equiparável a seus concorrentes.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…