Tim Cook fará keynote de abertura em festival de startups em Amsterdã

Acho que todos podemos concordar que, em termos de keynotes e discursos, Tim Cook não tem o mesmo talento inacreditável do seu antecessor na cadeira de CEO da Apple. De qualquer forma, o executivo fala bem e é capaz, sim, de entregar boas performances públicas — me vem à mente a apresentação do Apple Watch como exemplo disso.

Tanto é que Cook acaba de ser confirmado como o palestrante da keynote de abertura da Startup Fest Europe, um festival recheado com mais de 25 eventos destinados ao estímulo, ao crescimento e ao suporte de centenas de startups1 ao redor do mundo.

Tim Cook no evento especial de março de 2016

Entre 24 e 28 de maio, séquitos de investidores e empresários estarão em Amsterdã (Holanda) para fechar negócios e ouvir o CEO da Apple, além de outros palestrantes como Eric Schmidt (Google/Alphabet), Travis Kalanick (Uber) e Mark Rutte (primeiro-ministro holandês). O time sem dúvidas é de primeira, e se bateu o interesse, prepare-se pra gastar algo em torno de 1.000 euros (~R$4.000) só em ingresso. 😛

·   ·   ·

Seguindo no tema “Tim Cook pelo mundo”, a Reuters relatou hoje que o executivo está planejando para o fim do mês uma viagem a Pequim (China). Os motivos para a volta ao mundo? Os recentes bloqueios da iTunes/iBooks Store por lá, bem como a perda do exclusividade da marca “iPhone” em território chinês.

De acordo com a matéria, Cook vai se reunir com oficiais de alto-escalão do governo e líderes do Partido Comunista para discutir essas e outras questões — importante frisar que as viagens do CEO da Apple à China são frequentes, mas esta ocorre num momento de certa instabilidade nas relações da empresa com o país. E o esforço não é pra menos: a terra de Mao é o segundo mercado da Maçã no mundo, e aquele com o maior potencial de crescimento.

[via Cult of Mac, Apple World Today]

Posts relacionados

Comentários