Steve Jobs teria inspirado as iniciativas de saúde da Apple

Steve Jobs abrindo a Macworld Expo 2011

Apesar de o Apple Watch ser anunciado como um item relacionado a moda, a intenção por trás de sua concepção parece ter sido muito mais nobre. Pelo menos é o que afirma Tim Bajarin em uma matéria da TIME publicada ontem (9/5).

Alguns dos executivos da Maçã responsáveis pelo desenvolvimento do Apple Watch contaram a Bajarin que um dos motivos mais fortes ao criarem o relógio foi pela vontade do próprio Steve Jobs em melhorar o sistema de saúde. A luta do cofundador da Apple contra o câncer o levou a lidar diretamente com esse sistema e, nessa jornada, ele percebeu que havia muitas coisas que precisavam ser ajustadas. Claro que, em se tratando de Jobs, só existia uma maneira de atingir esse objetivo: pela tecnologia.

Um dos problemas notados por Jobs foi a existência de um grande abismo entre os pacientes e as prestadoras de serviços médicos. Muitas pessoas que precisavam de auxílio com sua doença diariamente simplesmente não as podiam monitorar, pelo menos não com as pulseiras de monitoramento de atividade que existiam até então. Se a tecnologia poderia aumentar a proximidade entre pessoas e seus médicos, esse deveria ser o objetivo da Apple.

Vários modelos de Apple WatchesPor mais que não há certezas de que Steve Jobs tenha feito parte sequer da idealização do Apple Watch, ele sabia que algo precisaria ser feito para monitorar a saúde através dos aparelhos móveis. Nos anos subsequentes à sua morte, algumas iniciativas incríveis ligadas a essa área vieram à tona.

O HealthKit apareceu em 2014, proporcionando novas maneiras de desenvolver aplicativos que ajudariam a gerar dados mais precisos em conjunto ao app Saúde. Nove meses depois, o ResearchKit veio para facilitar os estudos referentes às doenças, permitindo inclusive diagnósticos precoces tais como o do autismo. No fim do mês passado, mais uma iniciativa foi disponibilizada: o CareKit. Em 2015, esses kits acabaram sendo potencializados pelo lançamento do relógio, fazendo dele muito mais do que apenas um artigo de luxo, mas um gadget que possibilita seus usuários a terem uma rotina salutar.

Alguns meses depois de lançar o Watch, a Maçã apareceu em um programa da ABC mostrando ao público seu “laboratório secreto”, onde todos os testes de fitness/saúde são realizados. Bajarin descreveu sua recente visita à unidade: “Por 12 horas ao dia, seis dias por semana, a Apple traz empregados de formas, condições físicas e grupos étnicos diferentes para fazer vários exercícios e monitorá-los com os mais sofisticados sistemas médicos disponíveis.”

Se olharmos as investidas que a Apple tem feito na área de saúde, podemos perceber zelo e orgulho da empresa ao tratar desses assuntos. E eles não prezam somente a tecnologia de ponta que criaram, mas porque sabem que a partir dos esforços da empresa, muitas pessoas podem viver melhor. O cara de jeans e blusa preta de gola rolê teria ficado muito orgulhoso. 🙂

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários