Allo e Duo: novos aplicativos do Google competirão diretamente com iMessage e FaceTime

Em termos de aplicativos de comunicação, hoje temos a prova de que o Google está atirando para todos os lados. Na keynote de abertura da Google I/O 2016, a gigante de Mountain View apresentou não um, mas dois(!) novos apps do segmento.

Os nomes deles são Allo e Duo, e eles baterão frente a frente com o iMessage e o FaceTime, respectivamente.

18-allo

O Allo (pronuncia-se “alô”, o que por si só já aumenta em 287% as chances de pegar por aqui) é, à primeira vista, um mensageiro aparentemente comum, mas ao analisá-lo de perto descobrem-se várias cartas na manga. A primeira e mais importante delas é que o app é completamente integrado aos onipresentes serviços do Google: dentro de qualquer conversa, o usuário pode simplesmente evocar o Assistente digitando @google e perguntar/buscar o que quiser. Os resultados, então, são mostrados a todos os participantes da conversa; desta forma, é possível tirar aquela dúvida sobre a altura de Michael Jordan, decidir o filme a ser assistido ou reservar a mesa do restaurante bem mais facilmente. Qualquer conteúdo também pode ser visualizado sem sair do app, seja um site ou um vídeo do YouTube, por exemplo.

Outro recurso muito enfatizado pelo Google é o de Smart Reply (resposta inteligente), que, basicamente, pega algo que já existe principalmente nos smartwatches e leva ao próximo nível: um algoritmo analisa as mensagens anteriores e dá opções de respostas prontas, baseadas no histórico de digitação do usuário, o que deixa a coisa toda menos “robótica”. O pulo do gato aqui é que a tecnologia também funciona com fotos, utilizando o reconhecimento de imagens da empresa — ou seja, se alguém lhe manda a foto de um gatinho fofo, a primeira opção de resposta lá vai ser “que gatinho fofo!”.

Também estão incluídos alguns outros recursos engraçadinhos, como o WhisperShout, que nada mais é que a possibilidade de aumentar ou diminuir o tamanho do texto na mensagem a ser enviada (deslizando para cima ou para baixo o botão de enviar), e uma ferramenta chamada de Ink, que permite rabiscar por cima de imagens antes de enviá-las. Ah, o Assistente Google também oferece alguns joguinhos com emojis, tipo “@google, vamos brincar de adivinhar o filme por meio de Emojis”. Parece divertido.

https://www.youtube.com/watch?v=CIeMysX76pM

Enquanto isso, o Duo é um aplicativo com um objetivo claro: fazer videochamadas da forma mais simples possível. Mais ou menos como o FaceTime, o app abre com a câmera frontal já ligada; a partir daí, basta selecionar um contato no painel inferior, aguardar a outra pessoa atender, e pronto, os dois estão conversando. É possível virar a câmera ou cancelar o áudio, mas só isso — nem vídeo-chamadas em grupo são possíveis (ainda).

A única “gracinha” que o Duo se permite fazer é mostrar uma prévia do vídeo de quem liga ao receptor da chamada antes mesmo de ela ser aceita — o que, na minha humilde opinião, pode gerar muitos mal-entendidos e brincadeiras de mau gosto, mas quem sou eu pra dizer, né. No mais, é um app muito simples, cujo foco máximo é a simplicidade e a leveza; pra se ter uma ideia, a versão para Android ocupa menos que 5MB. Também foi um foco do Google diminuir ao máximo a exigência de dados para transmissão do vídeo: segundo os desenvolvedores, as chamadas funcionarão bem até mesmo em conexões instáveis, e um recurso bem interessante é a habilidade de transitar entre redes Wi-Fi e celulares sem perder a transmissão.

·   ·   ·

Os dois novos aplicativos serão exclusivos para smartphones (iOS ou Android), já que, em ambos, as contas serão ligadas a um número de celular, mais ou menos como faz o WhatsApp — não será necessário nem ao menos entrar com uma conta do Google.

Ambos serão lançados até o fim do verão do hemisfério norte — o que significa, para nós, até o fim de setembro.

Posts relacionados

Comentários