Como economizar dados no iPhone e aproveitar ao máximo o seu plano de internet

No mês passado, publicamos aqui no MacMagazine uma série de artigos comparando o uso de dados de aplicativos em três categorias muito populares entre os usuários de smartphones: videoconferência, VoIP e streaming de músicas.

A ideia era prestar um serviço de utilidade pública aos leitores e, ao mesmo tempo, alertar sobre os perigos das limitações de internet que pairam pelo Brasil. Algumas semanas depois, o assunto esfriou, mas a economia de dados celulares continua sendo uma preocupação primordial de quem lida com planos limitados e caros — ou seja, praticamente todos os brasileiros.

Por isso, e pra fechar com chave de ouro a série de posts, trazemos hoje um apanhado geral de dicas para economizar o máximo do seu plano de dados no iPhone. Aproveitem. 🙂

Entenda melhor os dados móveis

O primeiro passo para diminuir o seu consumo de dados celulares é entender a lógica do seu gasto. Nos smartphones modernos (iPhone incluído, evidentemente), a internet gasta pelo usuário vai muito além dos sites que ele acessa, das músicas que ele ouve ou das coisas “visíveis” em geral: uma série de processos invisíveis, em segundo plano, também estão comendo seus preciosos kilobytes — as vezes a maioria deles, até.

Com algumas simples mexidas nas configurações do iPhone e dos seus aplicativos, é possível mudar esse comportamento de forma que a internet móvel seja menos drenada por esses processos e, ainda assim, a sua experiência geral com o aparelho não seja fundamentalmente prejudicada.

Tela de Ajustes Wifi no iOS 9Sempre que possível, Wi-Fi!

A primeira dica pode parecer óbvia, mas ainda assim, é sempre bom lembrar: busque redes Wi-Fi como o Goku busca as Esferas do Dragão. Falo por experiência própria: eu tinha muita preguiça resistência em a pedir a senha da internet nas casas de amigos e familiares, ou em estabelecimentos como restaurantes e cafés. Achava, na minha ingenuidade, que faria uma diferença muito pequena no gasto de dados.

Ledo engano: ao me forçar a adotar este hábito, meu consumo caiu drasticamente e eu passei a ter uma utilização bem melhor do plano de internet. Portanto, fica o conselho: sempre peça a senha do Wi-Fi. 😛

Analise o gasto de cada app (e desligue o que estiver abusando)

Agora, chegamos à parte que vamos dar uma fuçada nas configurações do iPhone. Lá, o primeiro passo é verificar a quantidade de dados gasta por cada app, para identificar quaisquer anomalias. Para fazer isso, basta ir em Ajustes » Celular.

Tela de configuração da App Store

Descendo um pouco a tela, está a seção “Usar dados celulares para”, onde todos os apps instalados no aparelho (nativos ou não) são listados. Abaixo do nome de cada um, está marcado o consumo de dados daquele app específico desde que o iPhone foi ligado pela primeira vez ou desde a última vez em que as estatísticas foram redefinidas (o que pode ser feito no botão “Redefinir Estatísticas”, abaixo desta lista).

Esta é uma ferramenta muito útil para o usuário analisar quais apps são os grandes consumidores de preciosos kilobytes e, se for o caso, moderar os seus usos quando não estiver numa conexão Wi-Fi. Se algum aplicativo, especialmente se for um menos utilizado, estiver com um gasto de dados muito grande, é salutar desligar a sua permissão de usar internet móvel, o que pode ser feito simplesmente apertando o interruptor do app em questão — este recurso muito útil, introduzido no iOS 7, faz com que ele funcione apenas quando o aparelho estiver conectado no Wi-Fi.

Atualização em 2º plano no iOS 9Atenção às atualizações em segundo plano

Como eu disse acima, muitos aplicativos modernos estão funcionando — e gastando dados — mesmo sem estar ativos. Em segundo plano, eles estão exigindo da internet móvel para atualizar seu conteúdo silenciosamente, de forma que, quando o usuário volte a eles, tudo esteja atualizado automaticamente.

Este é um recurso desejado em alguns apps mais utilizados; em outros, porém, não faz muita diferença — só vai exigir que você atualize o conteúdo quando voltar ao app manualmente, o que não é grande coisa. Para desabilitar as atualizações em segundo plano, basta ir em Ajustes » Geral » Atualizações em 2º Plano. É possível desligar o recurso como um todo ou app a app.

Muito cuidado com a Assistência Wi-Fi

Esta foi uma novidade introduzida no iOS 9 que causou bastante polêmica. O que ela faz é, basicamente, detectar quando a rede Wi-Fi à qual o iPhone está conectado apresenta-se lenta ou instável e, automaticamente, passa a utilizar os dados móveis conforme a necessidade.

Na teoria é uma excelente ideia, mas na prática o que apareceu foi um séquito de usuários assustados com o gasto de dados duplicado ou até mesmo triplicado por causa do recurso — que vem ativado por padrão nos novos iPhones.

Assistência Wi-Fi no iOS 9

Portanto, talvez seja uma boa ideia desligá-lo, especialmente se você transita muito por redes Wi-Fi lentas ou instáveis. Para fazer isso, basta ir em Ajustes » Celular e desligue o interruptor em Assistência Wi-Fi.

Desligue o iCloud Drive em redes celulares

O iCloud Drive é um recurso muito útil para armazenar todos os tipos de dados do iPhone na nuvem, como documentos, imagens, vídeos e quaisquer dados de aplicativos no aparelho. O problema é que ele pode ser extremamente exigente quanto ao uso de dados para manter todos estes arquivos atualizados, então o melhor a se fazer é desabilitar sua sincronização quando em redes celulares — não se preocupe, tudo ainda funcionará perfeitamente, mas só quando o iPhone estiver conectado ao Wi-Fi.

Tela de configuração do iCloud Drive

Para desabilitar a sincronização do iCloud Drive em redes móveis, vá em Ajustes » iCloud » iCloud Drive e desligue o interruptor “Usar Dados Celulares”.

Conheça seus apps e as suas funções

A maioria dos aplicativos mais usados — e mais gastadores de internet — possuem configurações que permitem diminuir este consumo.

  • Streaming: quase todos os apps do segmento, como o Apple Music e o Spotify, permitem que o usuário selecione a qualidade da transmissão — quanto menor, obviamente, menor será o gasto. O ideal é ter uma playlist de músicas mais ouvidas salva para ser escutada offline, mas se der vontade de ouvir algo diferente no meio da rua, que seja sem estourar o plano. Lembre-se também de desmarcar a opção de download pela rede móvel, para que as músicas sejam baixadas apenas no Wi-Fi.
  • Vídeos: nunca é recomendável ver vídeos online ou pela rede móvel, já que essa é uma atividade com demanda muito alta de dados. Se a vontade de ver um vídeo de gatinhos estiver incontrolável e não tiver uma rede Wi-Fi por perto, porém, o app do YouTube permite selecionar manualmente a qualidade do vídeo. É salutar que se escolha a menor possível.
  • Email: a maioria dos serviços de email modernos oferecem notificações push, ou seja, recebem mensagens e mostram notificações em tempo real. Alguns mais antigos, porém, ainda permanecem no esquema de “verificar a cada ‘X’ minutos”. Nestes casos, é bom escolher um intervalo mais longo, já que cada “atualização” do aplicativo come um pouco da sua franquia, ou até mesmo marcar a opção “Manualmente”, para atualizar apenas “na marra”, quando o app for aberto.
  • Navegadores: o Safari não possui nenhum tipo de modo de economia de dados. Dois concorrentes fortes, porém, o tem: o Chrome e o Opera apresentam nas suas configurações a possibilidade de compactar as páginas exibidas de modo que a sua franquia seja menos impactada. O Chrome conta até mesmo com um contador que mostra todos os kilobytes poupados com o recurso ativado.

O WhatsApp Messenger é outro que pode comer bastante dados do seu plano, se você não tomar cuidado. O melhor a se fazer é, dentro dele, ir em Ajustes » Uso de Dados e configurar tudo de forma a reduzir o consumo pela rede 3G/4G (especialmente não deixar ele baixar vídeos automaticamente).

Cheque se os updates por redes móveis estão desligados

Tela de configuração da App Store

O download de atualizações dos aplicativos é uma das atividades mais demandantes de dados, e ela ocorre silenciosamente — ou seja, sua franquia vai pelo ralo sem você nem perceber. Esta opção vem desmarcada por padrão, mas ainda assim sempre é bom checar: em Ajustes » iTunes Store e App Store, desligue o interruptor “Usar Dados Celulares”.

Tela de salvar mapa offline no Google MapsUse mapas offline

Pode não parecer, mas o uso dos mapas é uma atividade bastante cruel com a franquia de dados das pessoas: cada quadradinho que aparece na tela formando o mapa significa alguns kilobytes a menos na franquia. O Apple Maps não possui nenhum recurso de baixar mapas, mas o Google Maps — que é o que você deve (ou deveria) estar usando desde o princípio, de qualquer forma — sim.

Basta checar a barra lateral » Áreas off-line e clicar no símbolo de “+” para selecionar a área que você quer disponibilizada offline enquanto ainda estiver numa rede Wi-Fi.

Modere nas redes sociais

Não é preciso ser um gênio pra perceber que as grandes redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter, Snapchat…) são as maiores inimigas das franquias de internet. A miríade de fotos, vídeos e links de internet despejados em cima do usuário é sedutora e destrutiva. Pior ainda, estes aplicativos atualizam-se freneticamente mesmo inativos, em segundo plano — a não ser que você siga minha terceira dica acima.

Neste caso, a recomendação maior é se controlar e deixar para satisfazer o vício crônico por likes quando estiver numa rede Wi-Fi. É legal também checar se o auto-play (recurso recente de algumas redes que faz alguns vídeos dispararem automaticamente) está desligado para as redes móveis.

·   ·   ·

That’s all, folks. Tem mais alguma dica que você acha que merece ser compartilhada? Deixe nos comentários. 🙂

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários