Em evento, Tim Cook fala sobre empreendedorismo, Apple Watch, saúde, tecnologia na educação e mais

https://www.youtube.com/watch?v=L0p85qqfGKU

Publicidade

Está acontecendo em Amsterdã (Holanda) a partir de hoje — até o dia 28 — o Startup Fest Europe, evento que reúne fundadores, investidores, líderes e desenvolvedores para levar às startups dicas e exemplos que as farão crescer, além da possibilidade de parcerias e investimentos. A abertura está a cargo de muitos nomes grandes como Tim Cook, Eric Schmidt (presidente do conselho da Alphabet1), Travis Kalanick (CEO do Uber), entre outros. O CEO da Apple foi o primeiro a ser entrevistado por Neelie Kroes, trazendo à tona assuntos como as contribuições dos empreendedores na App Store, a situação das startups na Europa, otimismo econômico, tecnologia na educação, Apple Watch e muito mais.

Cook iniciou a entrevista falando sobre como a Apple facilita a venda de aplicativos instantânea e diretamente pela App Store. A ajuda da empresa vem também pelo fato de abrir o caminho das startups, oferecendo ajuda técnica e também no marketing; desse modo, os desenvolvedores ficam livres para se focar em seus produtos. Cook lembrou que o Centro de Desenvolvimento em Nápoles estimulará a economia dos aplicativos nos lugares onde ainda não existe a atenção adequada. Ao ser perguntado por Kroes sobre a sua plataforma “fechada”, ele respondeu que 2 milhões de aplicativos na App Store não caberiam na classificação “fechada” e lembrou que o processo de aprovação de apps traz muito mais confiança e segurança aos usuários. Puxando um gancho, reiterou o assunto sobre privacidade, argumentando que o papel da Apple é implementar privacidade e criptografia para todos aqueles que dependem de seus produtos.

Tim Cook na Startup fest Europe
Crédito: Marlene Awaad (Bloomberg)

Quando abordaram o momento econômico da Europa em relação às startups, Cook comentou que as leis favoreciam muito quem está iniciando seu negócio. Também fez questão de citar um provérbio a fim de destacar a importância de empreendedores investirem em pessoas: “Se você quiser prosperar por um ano, plante grãos. Se você quiser prosperar por dez anos, plante árvores. Se você quiser prosperar por cem anos, invista em pessoas.” A afirmação pode ser levada a todas as áreas e é por isso que a Maçã dá uma grande atenção à educação. Segundo Cook, programação deveria ser matéria obrigatória nos currículos escolares, sendo um “desserviço” para com as crianças não apresentá-las a esse mundo. Ele gostaria de aplicar essa medida na 4ª e 5ª séries (no Brasil, 5º e 6º anos), fazendo com que haja mais diversidade nessa área e mais pessoas se interessando por ela. Quanto à educação superior, ele diz que deveria existir uma relação mais estreita entre os negócios privados e as novas empresas para que possam contratar pessoas diretamente das universidades.

Como de praxe, não houve detalhes sobre os futuros planos da empresa, porém Cook citou que a Maçã fará ainda muitas coisas relacionadas a TV e entretenimento, ao CareKit e ao ResearchKit. Complementando o assunto de saúde, ele expressou grandes expectativas para o Apple Watch.

Publicidade

Se você dirige por um tempo e seu carro fica muito quente, ele diz para você estacionar. Se você precisa trocar o óleo, ele lhe avisa. Qual é o equivalente para o corpo? […] Eu adoro o Watch. Um dia, nós vamos olhar para trás e pensar “como eu pude viver sem ele?” Sua principal função é ser capaz de monitorar mais e mais do que está se passando com nosso corpo. Por enquanto, não existe tecnologia para isso, mas existirá. […] Se você pudesse ter um aparelho que soubesse tanto sobre você, seria incrível e aumentaria a expectativa e qualidade de vida. Não estou dizendo que um só aparelho fará isso tudo.

Outra fala de Cook desperta curiosidade naqueles que acham que o lucro é tudo para a empresa: “Se você olhar para muitas coisas com as quais trabalhamos que, apesar de não trazer rendimento, nossas equipes têm um enorme interesse, saúde é basicamente uma delas.”

Para finalizar a conversa, o executivo aconselhou novos empreendedores e startups a não se preocuparem em “se canibalizar” ao cortar produtos antigos para dar lugar a novos. Ademais, ele alertou para terem cuidado com a soberba: “[As empresas] se preocupam com suas abotoaduras e prédios bonitos, mas o que realmente importa é criar bons produtos.”

Publicidade

·   ·   ·

Aproveitando o embalo, adivinha quem tweetou sobre o evento? Mr. Cook!

Grande energia, grandes empreendedores na @startupfesteu esta manhã. Amsterdã, obrigado e até logo!

[via 9to5Mac, AppleInsider, The Loop]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…