Apple está “trabalhando rapidamente” para levar o Apple Pay à Europa e à Ásia

Apple Pay

O Apple Pay foi lançado em 2014 mas, até agora, somente seis países foram agraciados com o serviço. Porém, ao que parece, essa realidade mudará em breve. Isto porque a vice-presidente do sistema de pagamento móvel, Jennifer Bailey, contou ao TechCrunch um pouco das estratégias da empresa relacionadas ao serviço.

Publicidade

Nós estamos trabalhando rapidamente na Ásia e também na Europa. Nosso objetivo é expandir o Apple Pay para cada mercado significativo no qual a Apple se encontra.

O Apple Pay já pode ser utilizado em mais de 2 milhões de localidades nos seguintes países: Austrália, Canadá, China, Estados Unidos, Reino Unido e Singapura. Se percebermos atentamente os países nos quais o serviço já é aceito, podemos ver com clareza a verdade na fala de Bailey.

Assim como ficamos sabendo na conferência financeira do quarto trimestre fiscal em 2015, Singapura já foi contemplada com o serviço — e é aguardado ainda neste ano que ele apareça na Espanha e em Hong Kong. Alguns outros rumores sugerem que o serviço chegará também à França — quem sabe até aqui, no nosso querido Brasil. Apesar de a executiva não ter confirmado nenhum outro país, este mês o próprio Tim Cook revelou que há intenção de permitir o serviço na Índia, onde ele passou um bom tempo. Mesmo assim, Bailey falou um pouco sobre o processo de expansão.

Primeiro, nós observamos o tamanho dos produtos da Apple no mercado do país. Nós também verificamos a penetração de cartões de crédito e débito, além da cobertura das máquinas de pagamento sem contato (com NFC1).

Ainda que talvez o pagamento sem contato não exista em larga escala em um local, Bailey se mostra otimista ao dizer que pode acontecer em outros lugares assim como ocorreu nos EUA, onde o percentual de utilização desse método cresceu de 4% para 20% desde que o Apple Pay foi implementado.

Publicidade

Na China — apesar de toda a concorrência —, Bailey revelou que o lançamento do serviço foi muito bem sucedido, chegando a 3 milhões de consumidores cadastrados somente nos três primeiros dias.

As expansões ainda estão acontecendo e esperamos que não demore muito para que o serviço chegue para nós. Entretanto, as boas notícias não param por aí; existem planos para aprimorar o sistema de pagamento da Apple, dentre os quais estão: sistema de fidelidade, compras online e mais. Também há especulações de que caixas eletrônicos do Bank of America (nos EUA) terão suporte a NFC e poderão, portanto, oferecer a opção de utilizar o Apple Pay.

Os aparelhos que suportam o serviço são os iPhones a partir do 6/6 Plus (SE incluso) para lojas físicas; iPads Pro, Air 2, mini 3 e superiores (para pagamentos por apps); e Apple Watches (em lojas físicas, uma vez que emparelhados com um iPhone).

Publicidade

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…