Executiva de marketing da Samsung fala sobre propagandas que atacam a Apple

Após receber o prêmio “Creative Marketer of the Year” no Cannes Lions, a vice-presidente executiva de marketing e comunicação global da Samsung, Younghee Lee, contou em uma entrevista para a Adweek um pouco sobre as iniciativas de marketing da empresa.

Nessa entrevista o nome da Apple também apareceu, é claro. Quem acompanha o MacMagazine sabe que vira e mexe nós postamos propagandas da Samsung que descaradamente tiram sarro não só de produtos da Maçã como também de seus usuários.

https://www.youtube.com/watch?v=FVkH9Hgvda4

Ao ser questionada sobre como a empresa superou a Apple no mercado de smartphones, Lee respondeu que eles procuram fazer o que acham “certo” em tecnologia e que, em termos de comunicação, também não é diferente.

Na América do Norte, nós somos agressivos com nosso marketing — nós enfrentamos nossos competidores de cabeça erguida. Se você pensar na abordagem que fizemos nos comerciais “Fanboy” (vídeo acima) e “Wall Hugger” (algo como “abraçadores de parede”), verá que nós tentamos ser flexíveis, relevantes e ousados. […] Meu objetivo é ajudar nossos clientes a entender nossos valores e também mostrar como eles podem se identificar com a marca.

Lee também fez questão de citar que as virtudes de sua empresa seriam sua “engenharia, abertura, liberdade no modo de pensar, inovações com propósito, multiculturalismo, vitalidade e ambiente convidativo e inclusivo” — muito provavelmente na intenção de apontar que sua rival não tem esses predicados.

Não podemos esquecer que não é somente a gigante sul-coreana que faz comparações entre seus produtos com os de seus competidores. A Microsoft vive fazendo isso e nós também já vimos isso partindo da própria Apple, com a sucessão de propagandas do “Get a Mac” (que comparava os Macs a PCs com Windows), mas não se vê vídeos desse tipo desde então.

Pelas palavras da executiva, a tática tem dado certo e parece que continuaremos a ver por aí as investidas “ousadas” da Samsung atacando se comparando com a Apple e com os demais concorrentes que surgirem pelo seu caminho.

[dica do @robsonpolice, via CNET]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…