Ah, a ironia: dono do KickassTorrents é preso com a “ajuda” da Apple, ao comprar uma música na iTunes Store

Kickass torrents dono preso

O KickassTorrents (KAT) já ultrapassou o número de usuários e downloads do famoso Pirate Bay, se tornando o lugar mais popular para baixar músicas, filmes e séries (majoritariamente) de graça. O grande problema é que a maioria dos arquivos disponibilizados não deveriam estar gratuitos, o que torna a prática ilegal — falando em um português claro: é crime.

Na última quarta-feira (20/7), o ucraniano Artem Vaulin (30 anos), dono do KAT, foi preso por autoridades americanas na Polônia. O governo americano solicitou a sua deportação, acusando-o de infringir direitos autorais e também por lavagem de dinheiro. A prisão foi resultado de uma operação cuidadosa na qual um investigador se passou por um anunciante do site, conseguindo o número da conta bancária associada ao KAT. Além disso, o que realmente permitiu a captura do ucraniano foi uma ação conjunta à Apple.

Segundo o TorrentFreaks, na ficha criminal de Vaulin aparece o seguinte texto: “Os registros fornecidos pela Apple mostram que tirm@me.com conduziu uma transação no iTunes utilizando o endereço de IP 109.86.226.203 no dia 31 de julho de 2015 ou perto desta data. O endereço de IP foi utilizado no mesmo dia para entrar na conta do Facebook do KAT.”

As cifras divulgadas pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos são exorbitantes. O valor do KAT foi estimado em mais de US$54 milhões, com uma renda anual de anúncios entre US$12,5 e US$22,3 milhões. A procuradora-geral adjunta, Leslie Caldwell, falou sobre o prejuízo causado pelo KAT: foram mais de US$1 bilhão de arquivos pirateados.

Em um esforço para fugir da aplicação da lei, Vaulin se baseou em servidores localizados em países ao redor do mundo e modificou seus domínios devido a repetidos confiscos e processos civis. Sua prisão na Polônia, no entanto, demonstra mais uma vez que os cibercriminosos podem correr, mas não podem se esconder da Justiça.

Apesar de diversos domínios do KAT terem sido retirados do ar, o TorrentFreaks alega que muitos proxies ainda estão funcionando. Eles tentaram contato com a equipe por trás do KAT, porém não houve pronunciamento.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários