Novo comercial do Google Fotos promove serviço com uma leve alfinetada aos iPhones de 16GB

Hoje é 8 de agosto de 2016. Entre a presente data e 7 de outubro de 2011, são 1.768 dias — 1.768 dias desde que a Apple apresentou o iPhone 4s, o primeiro dos seus smartphones a vir com um mínimo de 16GB de memória interna.

Todos nós esperamos que isso vá mudar com o “iPhone 7”, mas enquanto setembro não chega, ainda está liberado pra todo mundo tirar sarro da Maçã e da sua decisão no mínimo questionável. Inclusive o Google, que resolveu promover o seu fantástico serviço do Google Fotos dando uma bela alfinetada nos parcos 16GB dos iPhones de entrada.

https://www.youtube.com/watch?v=61GPC28qJ3A

O comercial da gigante de Mountain View, com o sugestivo clássico do Queen “Don’t Stop Me Now”, promove um dos recursos mais interessantes do Google Fotos, que é a possibilidade do app de apagar as imagens da memória interna do aparelho já salvas no backup, liberando muitos gigabytes de espaço. Claro, o iPhone de 16GB não é citado literalmente em nenhum momento, mas sejamos sinceros: a interface do iOS e este aviso em particular remetem a nenhum outro elemento, não é mesmo?

Enquanto a Apple dá apenas 5GB de espaço no seu plano gratuito do iCloud para salvar todas as fotos do usuário (bem como backups, email e documentos em geral), o Google oferece armazenamento ilimitado para imagens de até 16 megapixels, o que é um diferencial e tanto. Ou seja, os caras do Android têm todo o direito de provocar.

[via MacStories]

Posts relacionados

Comentários