Empresa estima o custo do iPhone 7 de 32GB em “apenas” US$220,80

Componentes do iPhone 7

Sempre que um iPhone é lançado, a IHS vai lá e faz uma projeção (sem levar em conta investimentos/custos como pesquisa e desenvolvimento, marketing, embalagem, frete, etc.) de quanto sai, para a Apple, uma unidade do smartphone. Com o iPhone 7 não foi diferente, é claro.

Publicidade

De acordo com a empresa, estamos falando do aparelho mais caro já produzido pela Maçã. Tirando como base o iPhone 7 (4,7 polegadas) de 32GB, a IHS estimou o custo do aparelho em US$220,80 (US$36,00 a mais que o iPhone 6s, quando originalmente lançado em 2015). Desse montante, os itens mais caros são: o display (US$39), o trio baseband/RF1/PA (US$33,90) e o chip A10 Fusion (US$26,90).

Estimativa de custos do iPhone 7

Por outro lado, os itens mais baratos da planilha são a glue logic (circuito lógico personalizado; US$1,30), a bateria (US$2,50) e o controlador de energia (US$7,20) — isso falando especificamente de peças/hardware, já que a IHS estima o custo de montagem do iPhone em US$5,00.

Publicidade

Ainda que a empresa esteja gastando mais que US$220,80 (levando em conta todos os investimentos e custos não listados), a IHS acredita que a margem de lucro da Apple fica na casa dos US$250,00 por unidade (o aparelho é vendido por US$649,00) e que o custo de fabricação do iPhone é inferior ao de telefones da Samsung — mesmo com o “significativo” aumento de US$36,00 do iPhone 6s para o 7.

Nada mau.

[via 9to5Mac]

Publicidade

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…