Apple estaria interessada em adquirir a montadora inglesa McLaren [atualizado 2x]

Ah, o “Apple Car”… é tanto vai e volta que a gente não faz ideia se o projeto vai mesmo para frente ou não. E hoje, mais uma “reviravolta”.

Segundo o The Financial Times, a Apple está considerando fortemente adquirir a McLaren. O motivo? Simples: o conhecimento e a experiência da montadora na construção de carros e no desenvolvimento de tecnologia de ponta. Ainda segundo o jornal, as conversas já se iniciaram há meses e uma possível aquisição estaria na casa de US$1,5 bilhão (é bom notar, porém, que a montadora vem acumulando perdas financeiras e a Apple — acaso a aquisição seja mesmo feita — absorveria isso).

A McLaren já demonstrou interesse em fabricar carros 100% elétricos, assim como tem bastante interesse em materiais como fibra de carbono e alumínio (interesse em comum com a Apple). Com sede em Woking (condado de Surrey, no Reino Unido), a empresa fabrica carros esportivos de alto desempenho, incluindo os modelos P1 e F1 muito utilizados em corridas. Em 2015, a montadora produziu 1.654 carros, alguns custando até US$1 milhão. A McLaren também é famosa por ter uma equipe de Fórmula 1 (McLaren Honda), sendo uma das equipes mais vencedoras da competição.

Levando em consideração que essa história vá mesmo para frente, é difícil projetar o que aconteceria com a equipe McLaren (Fórmula 1). Por outro lado, há a possibilidade de a Apple apenas investir na empresa (e não adquirir 100% dela), como fez recentemente com a Didi Chuxing na China.

[via 9to5Mac, MacRumors]

Atualização · 21/09/2016 às 14:04

Ao The Verge, a McLaren negou que esteja conversando com a Apple sobre uma possível venda; já o The New York Times afirmou que a Maçã está discutindo uma possível aquisição com a Lit Motors — diversos ex-empregados (engenheiros) desta inclusive já estariam trabalhando em Cupertino.

Atualização II · 21/11/2016 às 18:15

Dois meses depois, eis que surge a “verdade”.

Mike Flewitt, diretor executivo da McLaren, confirmou que algumas empresas chegaram a fazer propostas oficiais para adquirir a empresa, mas que os acionistas estão comprometidos com ambos os negócios (montadora e equipe de F1). À Reuters, Flewitt confirmou que a Apple realmente não chegou a falar em números, dizendo que tudo não passou de uma conversa.

Não houve uma oferta da Apple.

Eles visitaram, conversamos, conversamos sobre o que eles fazem, falamos sobre o que fazemos e eles foram embora. Nunca amadureceu a ponto de uma proposta.

Explicado. Uma coisa, porém, não podemos negar: o interesse da Apple no cenário automotivo é real.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários