E saiu finalmente o Allo, novo app de mensagens do Google [atualizado]

Em maio, o Google anunciou na I/O 2016 dois novos apps de comunicação: o Duo e o Allo. O primeiro, concorrente direto do FaceTime, já foi lançado e está disponível para quem quiser experimentar. Já o Allo, um mensageiro inteligente, demorou um pouquinho mas acabou de pintar pela App Store americana.


Desculpe, app não encontrado.

Como sabemos, a Apple investiu pesado no novo iMessage, o que trouxe diversas melhorias para o app no iOS 10 e no macOS Sierra. Mas as funcionalidades do Allo prometem uma experiência bastante rica e isso pode acabar ofuscando um pouco o iMessage — pelo menos é o que os criadores esperam.

Ao que parece, os mensageiros estão implementando novas maneiras de os usuários se expressarem. Isto é, exatamente como no novo iMessage (quem veio primeiro?), no Allo também é possível enviar stickers (adesivos), textos com uma fonte muito grande ou bem miúda, e fazer marcações nas fotos diretamente do app. Cada um tem suas peculiaridades e modo de usar, claro, mas é interessante ver para onde os mensageiros estão se direcionando.

O grande diferencial do Allo é a Skynet inteligência artificial em forma de assistente virtual, que permite ao usuário realizar muito mais sem sair do app. Há duas maneiras de acessar a assistente do Google: a primeira é por um chat separado, como se fosse um usuário; ali, você pode perguntar sobre qualquer coisa — como se fosse mesmo uma busca no Google — e o resultado aparecerá para você dentro do app. A segunda maneira é chamar a assistente em qualquer conversa com qualquer contato, bastando digitar @google e o que você deseja pesquisar. Por exemplo, “@google Me mostre restaurantes de comida japonesa” — em seguida, aparecerá dentro da conversa uma mensagem da assistente com o resultado de pesquisa para todos os usuários verem. Este fica incorporado à conversa e podem ser mapas, locais, imagens, vídeos, etc.

A ideia é ótima, porém, como bem lembrou o Recode, a assistente do Google “entra” na conversa como se fosse um usuário, o que pode causar confusão a ponto de você não saber mais se é o Google ou o(a) seu/sua amigo(a) falando. Além disso, a assistente está em evolução e não está completa — para ajudar nisso, você pode dar seu feedback apenas conversando com ela.

Um outro recurso que o Allo traz são as Respostas Inteligentes. Assustadoramente, o app pode “aprender” seus hábitos de mensagem e sugerir respostas que você normalmente daria. Um exemplo disso seria a maneira como você ri na mensagem — o app saberá se você é mais do “kkk” ou do “hahaha” e lhe sugere exatamente o mais natural para você. Mais assustadoramente ainda, o Allo consegue perceber o contexto e com quem você está falando — segundo o BuzzFeed, o app sugere respostas diferentes caso você esteja falando com seu/sua amado(a) ou com seu/sua chefe.

O Google guarda as informações dos chats em seu servidor (#medo), mas caso você fique cabreiro(a) quanto a isso: o Allo possui uma opção de Modo Anônimo. Neste, há criptografia de ponta-a-ponta e mensagens que podem se auto-destruir em um tempo determinado por você, como conta o The Verge neste vídeo.

A ideia do Allo é realmente muito interessante, mas será que ele vai desbancar o iMessage e os queridinhos do Facebook (WhatsApp e Messenger)? Aguardemos cenas dos próximos capítulos.

Como ele é gratuito e já está disponível tanto na App Store americana quanto no Google Play, acredito que não vai doer se testarmos um pouquinho, né? 😛

[via MacRumors]

Atualização, por Rafael Fischmann · 22/09/2016 às 19:15

O Google Allo está agora disponível também na App Store brasileira:


Desculpe, app não encontrado.

[dica do Thiago Bernardo]

Posts relacionados

Comentários