Apple terá um novo campus no Reino Unido com capacidade para 3.000 empregados

Novo escritório da Apple no Reino Unido

A principal sede da Apple na Europa fica em Cork, na Irlanda, mas isso não quer dizer que a empresa não tenha presença em outros países por lá. No Reino Unido, por exemplo, ela tem 1.430 empregados1 os quais trabalham espalhados em 8 diferentes locais. Isso, porém, mudará.

De acordo com o London Evening Standard, a Maçã planeja ocupar parte da Usina Termelétrica de Battersea, em Londres (sim, a do álbum “Animals” do Pink Floyd), localizada na margem sul do Rio Tamisa — que está sendo cuidadosamente restaurada após 33 anos de abandono.

Ao jornal, representantes da Apple comunicaram que estão ansiosos para a abertura do local em 2021, no que chamaram de “um desenvolvimento magnífico” em um dos marcos históricos mais conhecidos da cidade. “Esta é uma grande oportunidade para ter toda a nossa equipe trabalhando e colaborando em um único local, apoiando a renovação de um bairro rico em história.”

Se tudo sair como o previsto, a Apple será a maior inquilina do novo complexo de 170 mil metros quadrados (que engloba casas, escritórios, lojas e instalações de lazer), dominando 46,4 mil metros quadrados (capacidade para até 3.000 pessoas, bem superior ao número atual de empregados corporativos). Seu novo campus representará cerca de 40% do espaço para escritórios que está sendo construído no local da usina.

A Apple ocupará os 6 últimos andares no interior, envolto por um enorme átrio central. Haverá também 2 andares de lojas, 253 apartamentos em torno de uma praça com jardim suspenso, um auditório com 2.000 lugares e cinemas — tudo projetado pelos arquitetos da WilkinsonEyre. Uma nova estação de metrô, da Northern Line, deverá ficar pronta em 2020 para servir o local.

Ainda de acordo com o jornal, trata-se de um dos maiores negócios envolvendo escritórios individuais assinados em Londres (fora da cidade e de Docklands) nos últimos 20 anos.

[via 9to5Mac]

Posts relacionados

Comentários