Pesquisa de satisfação da J.D. Power coloca Apple Music em primeiro lugar entre os serviços de streaming

Quem diria… apesar de ter sofrido com críticas em seu primeiro ano de vida, o Apple Music ocupou o primeiro lugar no estudo inaugural da J.D. Power que avaliou a satisfação de usuários com serviços de streaming de músicas.

Foram avaliados na pesquisa os seguintes quesitos (em ordem de importância): desempenho e confiabilidade; facilidade de uso; custo do serviço; conteúdo; comunicação; e serviço ao cliente. As pontuações para cada um desses itens então são refletidos em um índice com escala de 1.000 pontos.

Eis o resultado:

Pesquisa da J.D. Power sobre satisfação de serviços de streaming de música

Ainda que o Apple Music tenha ficado em primeiro, é bom notar que ele, o Rhapsody, o Pandora e o Spotify ficaram acima da média geral.

Com o estudo, foi constatado que a satisfação com o serviço de streaming é afetada pelo nível de envolvimento em escutar e compartilhar playlists. Existem quatro perfis distintos de ouvintes: os passivos (44%; que não compartilham seus próprios conteúdos/playlists nem consomem conteúdo de outros); os totalmente engajados (29%; que compartilham seus próprios conteúdos/playlists e consomem conteúdo de outros); os seguidores (22%; que consomem conteúdos/playlists de outros usuários mas não compartilham); e os participantes (5%; que dizem que “sempre” ou “às vezes” compartilham seus conteúdos/playlists mas não consomem de outros).

Segundo Kirk Parsons (diretor sênior e líder de tecnologia, mídia e telecomunicações da J.D. Power), a experiência do cliente parece ser afetada por uma série de dimensões, incluindo se o serviço é pago ou gratuito, a escolha do dispositivo e a seleção de conteúdo. Para ele, no entanto, a chave para o sucesso é cada vez mais o quão bem esses serviços criam um ecossistema de música viável, que não só pode oferecer suporte a vários tipos de dispositivos mas também facilita o compartilhamento social das playlists e a possibilidade de seguir os conteúdos de usuários.

No geral, ficou constatado que serviços pagos geram maior satisfação do que os gratuitos, que a satisfação é mais baixa entre os ouvintes passivos, que a oferta de conteúdo exclusivo melhora a percepção do cliente e que, quanto maior o suporte do serviço em diversos dispositivos e plataformas, melhor.

[via Apple World Today]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…