Apple abrirá um centro de pesquisa e desenvolvimento em Pequim (na China) até o fim do ano

Lá em 2013, nós havíamos publicado um artigo sobre a possível abertura do primeiro centro de pesquisa e desenvolvimento na China. O tempo passou e nada mais se falou sobre isso, até o mês passado.

Em 2016, Tim Cook visitou várias vezes o país e fez um investimento bilionário em uma empresa chinesa. O CEO da Apple entende bem a importância que o mercado chinês tem e parece estar fazendo de tudo para conquistá-lo. Em uma de suas visitas, no mês passado, ele contou ao vice primeiro-ministro Zhang Gaoli que a Maçã abriria (finalmente) um centro de P&D em Pequim até o fim deste ano, mas sem divulgar mais informações.

Hoje, os detalhes apareceram no site DigiTimes, que reproduziu informações vindas do Comitê de Gestão do Zhongguancun Park, local escolhido para o centro. O parque tecnológico Zhongguancun abriga desde 1950 mais de 20 mil empresas de tecnologia (incluindo Google, Microsoft, Intel, etc.) e, portanto, é chamado recorrentemente de “O Vale do Silício da China”.

Zhongguancun Park China
Rua principal do Zhongguancun Park em Pequim, na China

Por enquanto, foram feitos investimentos de US$15 milhões, porém é previsto que esse valor alcance US$45 milhões até a sua inauguração. O foco do centro estará no desenvolvimento de tecnologias avançadas, incluindo hardware de computadores e dispositivos de comunicação, áudio e vídeo. Serão disponibilizadas 500 vagas de emprego e a sua inauguração está prevista para o fim de 2016.

Definitivamente, os investimentos no país não estão sendo poucos. Porém, basta saber se realmente os usuários de alternativas de baixo custo (que são maioria no país) começarão a se interessar mais pela Maçã por essa atenção que está sendo despejada em seu país.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários