Apple contrata especialistas em placas gráficas, ex-vice-presidente de gravadora e pesquisador de inteligência artificial

Em um passado distante, em 2008, a Apple adquiriu ações da Imagination Technologies, uma empresa especializada em chips gráficos. A parceria das duas empresas vem de longa data por conta da utilização da série de GPU1 PowerVR em iDevices.

Publicidade

Logo da Imagination Technologies

No início deste ano, surgiram alguns rumores sobre a possível compra da empresa pela Apple, o que acabou não se tornando realidade. Entretanto, diversos perfis de antigos empregados da Imagination no LinkedIn mostram que 25 deles estão agora trabalhando para a Maçã.

Entre os nomes que aparecem na lista estão o ex executivo-chefe de operações2 da Imagination, John Metcalfe; o ex-gerente sênior de design, Dave Roberts; o ex-vice-presidente de engenharia de hardware, Johnathan Redshaw; e o gerente sênior de engenharia de software que trabalhou por 17 anos na empresa, Benjamin Bowman.

O antigo COO, Metcalfe, agora é diretor sênior na Apple. Já Roberts participa como gerente de engenharia no grupo de GPU usado em iGadgets, enquanto Bowman trabalha como arquiteto de GPU. Redshaw agora é diretor na Apple, mas não é possível saber a área específica onde ele está.

Publicidade

Os rumores do início do ano foram desmentidos pela própria Apple, que afirmou não ter interesse em comprar a empresa. Tudo bem, talvez não tenha mesmo. Mas isso não significa que a intenção de desenvolver suas próprias GPUs não exista; afinal, eles não adquiriam a empresa mas contrataram boa parte dos que lá estavam.

Outras contratações

Além de contratar nomes que trabalharam na fabricação dos componentes internos dos iDevices, a Apple está reforçando as equipes de duas áreas muito importantes: a do Apple Music e de inteligência artificial.

17-scott-seviourNa equipe do serviço de streaming da Maçã, o recém-contratado é Scott Seviour, antigo vice-presidente sênior da gravadora Epic Records. Em seu antigo cargo, ele trabalhava com A&R (artistas e repertório), ou seja, procurava novos talentos para assinar e os preparava para trabalhar na gravadora.

Na Apple, Seviour será responsável pelo conteúdo original da plataforma de música — o que muitos julgam ser uma iniciativa que revele a real intenção de transformar o Apple Music também em uma gravadora, por mais que o chefão do serviço desminta. Com a bagagem de Seviour, com certeza ele contribuirá bastante para conseguir mais artistas exclusivos.

Publicidade

A equipe de inteligência artificial também ganhou um novo recruta: Russ Salakhutdinov, pesquisador e professor da Universidade Carnegie Mellon. A notícia foi divulgada pelo próprio professor, com um convite muito interessante:

Publicidade

Animado para me juntar à Apple como diretor de pesquisa de IA, além de continuar trabalhando na CMU. Candidate-se para trabalhar na minha equipe: https://t.co/U2hQl2GdhA.

Gigantes da tecnologia como Microsoft, Amazon e Google estão cada vez mais melhorando as suas assistentes, mas como Walt Mossberg bem lembrou, a Apple tem ficado bastante atrás. Talvez por isso, a empresa tenha se mexido um pouco e contratado um professor com bastante potencial e experiência para melhorar a sua assistente ou desenvolver outro serviço que utilize IA.

Não há dúvidas de que contratações grandes como essas vêm para somar e que elas terão um papel fundamental nas melhorias que a Apple quer trazer aos seus produtos.

[via AppleInsider, Cult of Mac, Recode]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…