Insight: crie facilmente videoaulas e disponibilize-as online com este aplicativo para iPad

Os métodos de ensino e aprendizagem passaram por um processo de evolução grande ao passar das décadas. A tecnologia e a era da internet vieram para reforçar a ideia de que o professor, dentro de uma sala de aula, não é o único detentor do conhecimento; na verdade, qualquer pessoa (crianças, inclusive) consegue acessar qualquer informação online. Assim como o educador Rubem Alves genialmente coloca, o professor precisa ser um “criador de espantos”, ou seja, um suscitador de curiosidade e reflexão sobre o tema o qual se deseja discutir.

Na internet, felizmente, é muito fácil conseguirmos informações sobre diversos temas, seja em forma de texto, áudio, imagem ou vídeo. No YouTube, por exemplo, encontramos canais como o Nerdologia, que mistura de maneira divertidíssima cultura pop e biologia/ciência — que é uma grande maneira de suscitar a curiosidade daqueles que sequer procurariam sobre um certo tema se ele não estivesse ligado a algo que gosta.

Se há lugar na internet para encontrarmos informações, por outro lado, também podemos ser as pessoas compartilhando nosso conhecimento com qualquer um do mundo. E nada melhor do que fazer isso usando a nossa amada tecnologia. Para interessados em disponibilizar videoaulas online, lhes apresento o aplicativo Insight (para iPad).


Desculpe, app não encontrado.

Com o aplicativo Insight, que foi orgulhosamente criado por estudantes do CTC/PUC-Rio, você pode gravar videoaulas diretamente do seu iPad e disponibilizá-las online de maneira muito fácil. No aplicativo, há uma tela (quadro) branca grande onde é possível adicionar vários elementos e interagir com eles. Uma das possibilidades é adicionar o vídeo da câmera frontal (FaceTime) ou traseira do iPad para que o aluno possa ver o professor/instrutor. Além disso, há quatro outras opções: caneta, marca-texto, laser e importação de arquivos. Nesta última opção, você pode tirar fotos na hora ou adicionar imagens da sua biblioteca, além de poder importar arquivos de iCloud, Dropbox, Google Drive, etc. em PDF, JPEG, PNG, PSD, entre outros. Interessantemente, os arquivos de texto, planilha e apresentações do Google podem também ser adicionados ao quadro e se transformam automaticamente em PDFs. Infelizmente, o mesmo não é possível ser feito com textos, planilhas e apresentações nem do Microsoft Office (Word, Excel e PowerPoint), nem da suíte iWork (Pages, Numbers e Keynote).

Todos os elementos podem ser ajustados, redimensionados e fixados em qualquer lugar do quadro. Para isso, basta tocar e segurar no elemento (incluindo sua tela de vídeo) para aparecer uma tela de edição: você vê a opção de deletá-lo e também de jogar o elemento para frente ou para trás; além disso, pode fazer o movimento de pinça para redimensioná-lo e arrastá-lo para a posição que você deseja. Em textos escritos com a caneta, diferentemente de outros vários aplicativos no qual é possível escrever à mão livre, todo o texto é arrastado em vez de somente cada traço/letra. Você ainda pode selecionar vários elementos para serem todos redimensionados e alocados juntos (ótimo, realmente).

Você pode iniciar a gravação de seu vídeo antes ou depois de adicionar elementos. O aconselhável é que você planeje toda a aula primeiro, utilizando toda a área do quadro (que é navegável), para somente iniciar a gravação depois pois não é possível pausar; mesmo assim, você pode adicionar elementos normalmente enquanto grava a aula. Ao terminar a gravação, você tem opção de exportar diretamente para o YouTube, sua biblioteca, entre outros. No plano gratuito, você somente pode fazer uma gravação de 3 minutos, mas pagando apenas US$1/mês, você tem acesso a tempo de vídeo ilimitado e novas cores da caneta.

Com todos os elementos dispostos da maneira que você deseja, você pode desenhar/escrever sobre eles com a caneta ou apontar com a ferramenta de laser enquanto leciona. Algo que senti falta foi a possibilidade de digitar textos, pois pode ser mais rápido e ficar mais legível. Ainda assim, isso pode não ser um problema para quem tem uma stylus ou se vira bem escrevendo com o dedo. Tocando no ícone “?”, no canto superior esquerdo da tela, você vê quais são os gestos que você pode fazer no quadro — mesmo assim, considerei um ponto negativo a maneira de se navegar em páginas em PDF (que pode ser slides também) pois é preciso tocar nas bordas do elemento e, como não há nenhum indicativo, muitas vezes perdi tempo procurando onde exatamente precisaria tocar para avançar ou retornar as páginas.

O aplicativo é realmente ótimo, por isso senti falta de uma versão para Mac. Ainda não é possível transmitir aulas ao vivo mas, seguramente, você pode conectar seu iPad ao Mac, utilizar o QuickTime para capturar a tela e compartilhá-la via streaming (Google Hangouts, Skype, etc.). Além disso, você também pode utilizar o app em aulas presenciais; basta conectá-lo a uma Apple TV e espelhar a tela do seu iPad.

O Insight é compatível em sua totalidade, infelizmente, somente a partir dos iPads Air/mini 3. Você pode baixá-lo gratuitamente na App Store, podendo posteriormente fazer a assinatura de US$1 ao mês.

Posts relacionados

Comentários