Microsoft anuncia tudo-em-um Surface Studio, atualização do Surface Book e outras novidades em evento especial

Um dia antes da sua ex-arquirrival, a Microsoft subiu hoje aos palcos em Nova York para um evento especial que apresentou boas novidades para lá de interessantes ao público — algumas delas, é bom notar, que devem levantar uma pulga atrás da orelha de um certo pessoal em Cupertino em relação às cartas que eles têm na manga para amanhã.

A turma de Redmond está fazendo um trabalho de encher os olhos, ultimamente. Vamos dar uma olhada melhor nos principais anúncios do dia a seguir.

Surface Studio

Surface Studio, da Microsoft

A (literalmente) grande estrela do show hoje dá-se pelo nome de Surface Studio e materializa-se na forma de um belíssimo computador tudo-em-um (all-in-one) — o primeiro do tipo projetado pela própria Microsoft — capaz de bater de frente com qualquer iMac em termos de design.

A tela “PixelSense”, de 28 polegadas com proporção 3:2, descrita pela Microsoft como “a mais fina tela de LCD já produzida”, com 12,5mm, é o grande atrativo do PC. A resolução de 4500×3000 garante 192 pixels por polegada e apresenta uma tecnologia batizada de TrueColor, capaz de configurar-se instantaneamente para os mais diferentes esquemas cromáticos, como o Adobe sRGB, DCI-P3 ou CMYK. Um recurso chamado de True Scale (escala real) mostra projetos a serem impressos em seu tamanho real na tela com calibragem perfeita de fábrica.

Dobradiça do Surface Studio, da Microsoft

A maior demonstração do foco da Microsoft nos profissionais criativos está, entretanto, na articulação da tela com “gravidade zero” (palavras da própria empresa), que permite que ela seja deitada a um ângulo de 20 graus para transformar-se numa mesa de desenho ultra-tecnológica. A tela suporta a já conhecida Surface Pen, com sensibilidade a 1.024 pontos de pressão, bem como um novo e intrigante acessório chamado Surface Dial, do qual falarei a seguir.

Em termos de especificações técnicas, o Surface Studio conta com processadores Intel Core i5 ou i7, RAM variando entre 8GB e 32GB, discos híbridos de 1TB ou 2TB e placa gráfica NVIDIA GeForce GTX 965M com 2GB ou 980M com 4GB, dependendo da configuração. Todos os modelos apresentam quatro portas USB 3.0, leitor de cartão SD, portas Ethernet e Mini DisplayPort e câmera frontal de 5 megapixels com suporte ao sistema de identificação Windows Hello. Ah, e saída de áudio de 3,5 milímetros (#nocourage).

https://www.youtube.com/watch?v=BzMLA8YIgG0

Os preços variam entre US$3.000 e US$4.200 e a belezinha, que já tem pré-venda aberta, estará disponível no fim do ano, em “quantidades limitadas” segundo a fabricante. Eu quero.

Surface Dial

Acessório Surface Dial, da Microsoft

Quando eu falei acima que o Surface Dial é um acessório intrigante, é porque ele é mesmo: trata-se de um “disco” que proporciona um novo método de interação com a interface dos Surfaces, digno dos melhores filmes de ficção científica.

Funciona assim: você coloca o disco em cima da tela e ele é detectado automaticamente — a partir daí, você pode girá-lo para controlar qualquer coisa que queira, seja a paleta de cores num programa de ilustração, a linha do tempo de um vídeo que está editando ou mesmo o volume da música que está tocando no Spotify. O Dial também funciona, embora sem o contexto da interface, sem contato direto com a tela do Surface.

O acessório funciona com todos os produtos da linha Surface desde o Surface Pro 3 e custará US$99 quando começar a ser vendido, no dia 10 de novembro — a pré-venda do Surface Studio, entretanto, está oferecendo uma unidade do Dial gratuitamente para os afortunados que comprarem o computador.

Surface Book i7

Surface Book i7, da Microsoft

O Surface Book, laptop híbrido com design peculiar da Big M, ganhou sua primeira atualização, mantendo-se totalmente inalterado na parte externa (para a bênção de uns e maldição de outros). A adição do “i7” ao nome reflete a inclusão da mais nova série de processadores da Intel no computador, e ele traz ainda um novo sistema de resfriamento, placa gráfica NVIDIA GeForce GTX 965M e 30% a mais de longevidade, com uma bateria que, segundo a Microsoft, sustenta o bichinho por apetitosas 16 horas.

Três configurações — 256GB, 512GB e 1TB — estarão disponíveis por respectivamente US$2.400, US$2.800 e US$3.300 quando o Surface Book i7 iniciar suas vendas, em 10 de novembro. A pré-venda para o laptop também já está aberta.

https://www.youtube.com/watch?v=A1OsmndtIrY

Windows 10 Creators Update

Para deixar bem claro que o pessoal de Redmond está cada vez mais focado no ramo dos profissionais criativos, a empresa anunciou uma atualização para o Windows 10 batizada de Creators Update (Atualização para Criadores). Ela trará novos recursos, também, para gamers e para os usuários comuns, que ainda são o público-alvo máximo da companhia.

A maior novidade aqui é a adoção em massa do 3D, que se reflete numa reinvenção drástica do indefectível Paint — eu suspeito que o mundo está perdendo uma piada ambulante e ganhando um software de respeito. O novo app, denominado Paint 3D, permite que usuários amadores criem formas em 3D com facilidade ou editem aquelas capturadas pelos seus próprios smartphones, compartilhando tudo até via SketchUp e com a possibilidade de imprimir a criação numa impressora 3D.

O PowerPoint também ganhará recursos tridimensionais, com uma biblioteca de cliparts em 3D e suporte a camadas de movimentos. A Microsoft promete que o 3D será implementado em todas as suas aplicações mais populares através do próximo ano.

Embutida na atualização estará também o serviço de streaming de jogos Beam, recém-adquirido pela Microsoft. Com ele, toda a extensiva plataforma de jogos do Windows poderá ser facilmente compartilhada online em tempo real com altas opções de personalização, bem como a possibilidade de criação de torneios com amigos e transmissões privadas.

Por fim, a Microsoft está adicionando no Windows também a possibilidade de fixar pessoas na velha e boa barra de tarefas, para compartilhar conteúdo (ou… emojis) com seus contatos mais frequentes via Skype ou email da forma mais prática possível — além de respondê-los instantaneamente, numa janela flutuante.

O Windows 10 Creators Update será disponibilizado gratuitamente na primavera do hemisfério norte, ou seja, entre março e junho do ano que vem (durante o nosso outono) — testadores beta do sistema, entretanto, poderão pôr as mãos na atualização já nesta semana.

Dispositivos VR mais baratos

Representando a sua primeira incursão no universo da realidade virtual — já que até agora o foco da empresa era exclusivamente na tecnologia de realidade aumentada, com o HoloLens —, a Microsoft ainda teve tempo de anunciar que vai lançar dispositivos VR de baixo custo em parceria com uma série de fabricantes.

Os aparelhos partirão de US$300, rodarão a mesma plataforma holográfica que equipa o HoloLens e serão produzidos por parceiras como HP, Dell, Lenovo, ASUS e Acer. Todos funcionarão, é claro, em conjunto com um computador compatível rodando Windows 10.

·   ·   ·

São todos anúncios deveras significativos para o mundo da tecnologia, e muitos deles deverão fazer uma bela frente aos vindouros Macs que conheceremos amanhã. Quem será que tem vantagem nessa batalha? Descobriremos em breve.

[via BGR]

Posts relacionados

Comentários