Analista prevê que vendas do iPhone já “passaram do pico” e que cairão mais nos próximos meses

As coisas parecem não estar navegando de vento em popa em Cupertino, como estavam há alguns anos. E o iPhone não escapa desta “crise”. Depois de algumas notícias pouco animadoras em relação à performance comercial do smartphone da Apple (e apenas uma contradizendo isto tudo), o nosso velho conhecido Ming-Chi Kuo, analista da KGI Securities, vem pôr na mesa mais uma rodada das suas previsões — e elas não são muito animadoras.

iPhones 7 Plus de costas em todas as cores

Segundo Kuo, o pico de vendas do iPhone já passou neste ano e as fornecedoras de peças para a Apple verão os pedidos diminuírem entre 5% e 15% em novembro e dezembro. Aparentemente, as razões para tal queda teriam a ver com alguns fatores, principalmente a estabilização do nível de estoque dos aparelhos em lojas e um possível arrefecimento do interesse pelos novos iPhones por parte dos consumidores.

O iPhone 7 comum — que ainda é mais vendido que o 7 Plus —, de acordo com o analista, vê uma demanda abaixo do esperado pela relativa falta de novidades em relação ao iPhone 6s. Já o iPhone 7 Plus está finalmente regularizando a sua situação de estoque, com a maioria dos locais de venda apresentando disponibilidade imediata do produto.

Outro problema particularmente preocupante para a Apple que influenciará nesta queda de fim de ano tem a ver com a China, que tem formado competidores locais formidáveis e certamente não verá um crescimento da Maçã por lá em 2017. Ainda mais com potenciais medidas protecionistas de um certo presidente eleito…

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários