Mais nove países poderão comprar na App Store com suas moedas locais

O número de brasileiros que compram aplicativos na App Store é grande. Entretanto, esse número poderia ser muito maior se a cobrança não fosse feita em dólar e se não fosse necessário ter um cartão internacional para realizar as compras. E, antes que você diga que isso só ocorre no Brasil, lhe informo que muitos locais ao redor do mundo ainda estão no mesmo barco que nós.

Lá em 2011, quando publicamos sobre a mudança de moeda na China, esperávamos que isso logo pudesse chegar para nós também; mas, passados cinco anos, vemos que a coisa ainda não virou. Porém, como “somos brasileiros e não desistimos nunca”, a esperança voltou com força agora que a Apple anunciou aos desenvolvedores que “nas próximas semanas” mais nove países mudarão o sistema de pagamento das App Stores, passando a cobrar em suas respectivas moedas locais em vez de em dólar: Catar, Cazaquistão, Egito, Filipinas, Malásia, Nigéria, Paquistão, Tanzânia e Vietnã.

Comunicado aos desenvolvedores sobre mudanças na App Store
Comunicado aos desenvolvedores sobre mudanças na App Store

Como pode ser visto no comunicado da Apple acima, a mudança também afeta os próprios desenvolvedores, que receberão os valores em sua moeda local em vez de em dólar.

A Apple também fez questão de avisar que, no Egito, o governo declarou que um VAT1 de 13% será cobrado em cima dos preços apresentados na App Store, de acordo com o novo regime. Não existe um procedimento parecido com esse no Brasil pois os impostos aqui são embutidos no preço final — e, no caso da App Store, o que pagamos hoje são apenas os 6,38% de IOF no cartão de crédito (além da conversão do dólar).

É difícil dizer que impostos exatamente entrariam na conta com a mudança de moeda por aqui, portanto, se tomarmos essa medida para o Brasil, não seria loucura ver um app que hoje sai por US$0,99 passando a custar R$4,99 ou ainda mais — contando a conversão mais os impostos. Também é bom lembrar que, adotando essa mudança para o real, esses valores serão periodicamente ajustados (para mais ou para menos, é claro) de acordo com a flutuação do valor do dólar.

Em vários aspectos, essa mudança pode ser ótima e torcemos para que ela chegue logo por aqui. Além de questões financeiras e da praticidade, há ainda a possibilidade de que talvez cobrar em dólar seja uma ação ilegal — como já explicamos neste post — mas, se realmente o fosse, com certeza a essa altura uma bomba já teria estourado no colo da Apple.

[via 9to5Mac]

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários