Samsung expande recall do Galaxy Note7 e “matará” os aparelhos que não foram substituídos [atualizado]

Samsung Galaxy Note7 incendiado

Todos vocês já estão cansados de ouvir sobre o que aconteceu com o Galaxy Note7. Após anunciar um recall mundial no começo de setembro e de suspender a produção/venda do aparelho definitivamente um mês depois, a sul-coreana expandiu agora o recall e vai “matar” os aparelhos que não foram substituídos.

Mesmo com todos os avisos/alertas sobre os riscos de segurança envolvendo o Galaxy Note7, cerca de 7% das unidades entregues nos Estados Unidos (isto é, cerca de 133 mil — um número significativo) ainda não foram substituídas. Por isso, a Samsung liberará nas próximas semanas um update de software que inutilizará esses aparelhos.

Como no caso do Android isso depende das próprias operadoras, está rolando até uma polêmica em relação a isso pois a Verizon não concordou com a liberação (o que é um grande absurdo).

Galaxy S8

Enquanto a Samsung lida com essa catástrofe toda, ela mantém também, é claro, a sua tradição de seguir os passos da Apple.

Depois de anunciar/lançar uma versão “jet black” do Galaxy S7, já correm por aí fortes rumores sobre o Galaxy S8. E veja só: segundo o SamMobile, ele fará a corajosa mudança de eliminar a saída de 3,5mm para fones de ouvido! 🙈 Sim, consumidores terão que usar a porta USB-C para conectar fones com fio e para sincronizar/recarregar o aparelho.

Além dessa incrível novidade, o Galaxy S8 também poderá incorporar um botão de Início (Home) virtual na tela. Heh.

[via Gizmodo, iClarified]

Atualização · 15/12/2016 às 20:52

A Verizon felizmente agora voltou atrás em sua decisão de não brickar os Galaxies Note7, mas só fará isso após a virada do ano (mais especificamente a partir de 5 de janeiro de 2017).

[via Fortune]

Posts relacionados

Comentários