Tim Cook garante: os Macs não estão esquecidos e novos desktops serão lançados

Após o lançamento dos novos MacBooks Pro com Touch Bar, discutimos exaustivamente não apenas a introdução dos novos portáteis mas a falta de atenção da Apple perante outros Macs, principalmente os desktops.

Analisando a linha de notebooks da Apple, vimos que o MacBook Pro foi atualizado, o MacBook (modelo de 12 polegadas) recebeu um upgrade no primeiro semestre e o MacBook Air caminha para ser descontinuado, então não haveria razão mesmo mexer nele. Agora, se olharmos para os desktops, observamos que eles passaram 2016 em branco: nada de novos Macs mini, iMacs ou Macs Pro. O modelo profissional, aliás, não é atualizado desde a sua repaginada em meados de 2013 — são mais de 1.000 dias(!) sem receber o carinho da Maçã.

É claro que isso gerou discussão e muitos logo já viram tal atitude da Apple como uma amostra de que Macs cairão no esquecimento, começando pelos modelos desktop.

iMacs com tela Retina lado a lado

Demorou, mas Tim Cook finalmente colocou saiu em defesa dos “caminhões” Macs de mesa.

Em uma sessão de perguntas e respostas na intranet da Apple (que gerou uma explicação do porquê de se reunir com Donald Trump, mas isso fica para um outro artigo), o CEO respondeu sobre a importância estratégica dos Macs desktop:

O desktop é muito estratégico para nós. Ele é único em comparação com o notebook, porque você pode colocar muito mais desempenho em um desktop — maiores telas, mais memória e armazenamento, uma maior variedade de entradas/saídas e mais performance. Portanto, existem muitas razões pelas quais os desktops são realmente importantes e, em alguns casos, críticos para as pessoas.

O iMac da geração atual é o melhor desktop que já fizemos e seu belo display Retina 5K é a melhor tela de desktop do mundo.

Algumas pessoas na mídia levantaram a questão sobre se estamos comprometidos com desktops. Se houver qualquer dúvida sobre isso nas nossas equipes, deixe-me ser muito claro: temos grandes desktops vindo por aí. Ninguém deveria se preocupar com isso.

Eu só espero que o comentário de Cook sobre o iMac não seja uma indicação de que o Mac Pro foi para o brejo (novamente, o Mac profissional da Apple não passou pela boca dos executivos da empresa), e que uma maior variedade de entradas/saídas não signifique seis portas Thunderbolt 3 em vez de quatro.

Mac Pro (traseira iluminada)

Cook também foi perguntado sobre o que ele considera ser o maior diferenciador da Apple e o que os empregados podem fazer para promover esses esforços. Apesar de ser uma resposta um pouco filosófica demais, o assunto é bem interessante e merece a nossa tradução:

Nosso maior diferencial é a nossa cultura e o nosso povo. Eles são o fundamento pelo qual temos todo o resto. Sem grandes pessoas e um grande ambiente onde as pessoas possam viver, não teríamos propriedade intelectual. Nós não teríamos os melhores produtos. Nós não teríamos as invenções ou os recursos que eu mencionei anteriormente.

Eu acho que é essa atitude e ousadia de “mudar o mundo” que está profundamente enraizada na nossa cultura, que “o bom não é bom o suficiente”. Tudo isso é combustível para tudo o que fazemos.

Do ponto de vista estratégico, também nos concentramos em coisas em que software, hardware e serviços se reúnem e trazem à tona a magia que só a Apple pode oferecer. Esse é o nosso molho secreto. Isso aparece em muitos lugares diferentes e é algo que procuramos em novos empregados.

Você raramente pode ver exatamente aonde você quer ir desde o começo. Em retrospectos, é sempre escrito assim. Mas raramente é assim. A coisa fantástica sobre os empregados da Apple é que eles se entusiasmam com algo e querem saber como funciona. O que isso vai fazer. Quais são as suas capacidades. Se eles querem saber sobre algo em uma indústria totalmente diferente, eles começam a futucar e ver no que dá. Eles estão mais focados na jornada, o que permite que muitas coisas interessantes aconteçam.

Apenas nos últimos dois anos, futucar [o mercado] de relógio e fitness nos levou ao ResearchKit, e o ResearchKit nos levou ao CareKit. Temos muitas coisas planejadas que eu não posso comentar, mas que eu estou incrivelmente animado, que são o resultado de futucar e não estar preso dentro de uma caixa que prende tantas pessoas.

Com tantas coisas que fizemos, não fazemos isso porque há um retorno sobre o investimento. Não o fazemos porque sabemos exatamente como vamos usá-lo. Fazemos isso porque é claro que é interessante e pode nos levar a algum lugar. Muitas vezes não nos leva, mas muitas vezes nos leva a algum lugar onde não tínhamos idealizado lá no começo.

Definitivamente tem um pouco de “discurso de CEO” na fala de Cook, mas muita coisa de fato mostra a posição diferenciada que a Apple historicamente ocupa no mercado de tecnologia. Que essa diferenciação leve a Maçã a novos e interessantes lugares!

[via TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários

19 comments

  1. “Apenas nos últimos dois anos, futucar [o mercado] de relógio e fitness nos levou ao ResearchKit, e o ResearchKit nos levou ao CareKit. Temos muitas coisas planejadas que eu não posso comentar, mas que eu estou incrivelmente animado, que são o resultado de futucar e não estar preso dentro de uma caixa que prendem tantas pessoas.””

    “Se o Carekit é tão importante, porque a Apple não libera o uso do Apple Watch com celulares Android? Quem usa Apple Watch está “preso” ao ecossistema da Apple.”

    Antigamente sim, eu concordaria com a frase, mas hoje com:

    -Cobrança para consertar o defeito na tela dos iPhones 6/6 Plus, um defeito de fabricação
    -Remover a estimativa de uso da bateria dos novos Macbooks Pro com as seguidas queixas de desempenho da mesma
    -Preço alto para trocar a bateria dos Airpods
    etc

    A Apple está cada vez mais virando uma empresa como qualquer outra, infelizmente…

  2. Realmente, sinceramente esperamos……porque até agora não vimos nada. 2016 passou em branco em termos de lançamentos.

  3. Todo o mundo esperando e veio uma barra caríssima para brincar, já que ninguém sabe para o quê usar. O futuro é agora. Não quero computador de StarWars… quero usar agora no escritório!

  4. Ainda bem! O design exterior ainda é muito bonito, fazendo um upgrade interno e adicionando uma touch bar no teclado já estaria de bom tamanho.

  5. A Apple está 80% focada em Branding e 20% em tecnologia.
    O Publico alvo hoje são as pessoas que querem mostrar que tem e não as que compram por evolução tecnologica

  6. Bem provável que eles deram uma segurada depois do que a Microsoft apresentou. O “iMac” Studio é realmente um equipamento a se desejar, brinquei em um e achei excelente. Agora a Apple precisa perder aquele pensamento antigo de que as pessoas não sabem o que querem, que eles mostraram o que as pessoas desejam…. isso já foi util a décadas atras…. agora as pessoas sabem muito bem o que querem e precisam.

  7. de que adianta falar isso e lançar uma atualização que fica aquém do esperado? no caso dos MBP, aquela barra maravilhosa-n que tem muita utilidade e que de pro mesmo só tem o nome, sendo que a placa gráfica não aguenta 1 jogo pesado… mas sei lá, a Apple só quer lucro, lucro, e lucro… entregar um produto de qualidade e com tecnologia de ponta ficou no esquecimento pra ela.

  8. Faz tempo que falo que a Apple não é mais a mesma, mas:

    Isso de dizer que as pessoas compra Apple apenas pelo status já vêm desde a época em que ela fabricava apenas computadores (antes mesmo de existir os iPods).

  9. Ele pode falar o que quiser…. as atitudes da apple são bem diferentes. os Mac estão sim abandonados. E não ha nada no horizonte próximo que aponte para Macs mais interessantes.
    No máximo serão atualizados os mac, com processadores mais fracos e mais caros. o proprio OSX esta cada dia mais bugado e ficando para trás em relação aos outros sistemas operacionais. o kernel está parado no tempo.

  10. Ainda achou os produtos da Apple bons, acima da média mas a concorrência aprendeu com os erros e diminuiu a distância que a tornava única. Ela ainda é boa no que faz mas perdeu a magia.

  11. Coloquem o Cozinheiro na rua. Se mexe Apple que o bicho vai pegar para o seu lado. Da forma como as coisas andam é só uma questão de tempo. Ví a MS trilhar o mesmo caminho com Ballmer. E POR FAVOR… não me venham com barrinhas. Deixem de brincadeira e levem a coisa à sério.

  12. A nova janela será o Windows recuperar o tempo perdido e atropelar iPhones e Macs, daí a Apple vai ser só história

  13. Jobs fazia essa graze funcionar e ganhar sentido… mas quando somente cada milímetro conta. Fica difícil

  14. Aposto que o Cozinheiro está pensando num iMac Dourado ou folheado a ouro com barrinhas coloridas reluzentes no teclado. Tudo por um preço especial de 100 mil reais. É óbvio que vamos já encomendar o nosso! Adoramos as firulas da Apple!

Deixe uma resposta