Facebook oferecerá transmissões ao vivo de áudio, mas usuários do iOS terão uma desvantagem importante ao desfrutar delas

Para quem tem alguma dúvida de que a ferramenta de transmissões ao vivo é a nova menina dos olhos do Facebook, não é preciso ir longe para encontrar evidências muito fortes disto. Um ano depois de liberar o recurso de transmissão em vídeo, a gigante do tio Zuckerberg trouxe há algumas semanas a possibilidade de transmitir ao vivo em 360º, e agora está anunciando mais uma novidade para a plataforma: transmissão ao vivo de áudio.

Transmissão ao vivo de áudio do Facebook

O recurso de rádio (vamos chamá-lo assim, afinal, nada mais é do que um rádio disponível para pessoas comuns) funcionará da mesma forma que já acontece com o live streaming de vídeo, com comentários em tempo real e uma contagem de audiência na parte superior da tela. O usuário receberá uma notificação quando páginas e perfis de interesse ou selecionados por ele entrarem no ar, e as transmissões também aparecerão no Feed de Notícias.

A ideia do Facebook é tornar ainda mais comum o ato de transmitir conteúdo ao vivo, o que faz sentido, uma vez que a transmissão de áudio consome muito menos dados do que a sua contraparte com imagens — com isso poderemos ver, por exemplo, muito mais coberturas jornalísticas instantâneas do mundo inteiro ou entrevistas com personalidades que não fazem parte da grande mídia.

O recurso de rádio será testado com parceiros selecionados do Facebook, como BBC World Service, HarperCollins e o autor Adam Grant, ao longo das próximas semanas. No início do ano que vem, ele começará a ser liberado para todos os usuários.

Usuários de iOS, entretanto, terão uma desvantagem em relação aos de Android e das outras plataformas ao usufruir do recurso: por conta de algumas restrições do sistema operacional móvel da Apple, será possível ouvir as transmissões somente dentro do app do Facebook; enquanto isso, no Android, será possível sair do aplicativo e continuar acompanhando.

Acham que a ideia pega? E em relação à restrição no iOS, é um impeditivo importante ou algo contornável? Deixem suas opiniões aqui abaixo.

[via TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários