Apple está fechando as mini-lojas que abriu para vender exclusivamente o Apple Watch [atualizado]

Quando o Apple Watch foi originalmente lançado, em 2014, a Maçã entendeu que vender os relógios “apenas” em suas lojas físicas e online não era uma boa forma de atender aos milhões de usuários espalhados pelo mundo.

Foi a primeira investida da empresa no mercado de vestíveis (wearables) e ela achou que poderia ampliar um pouco a oferta desse novo produto oferecendo-o não apenas em lojas parceiras como Colette (Paris) e Maxfield (Los Angeles), como também montou pequenos espaços dentro de grandes lojas/galerias famosas — Lafayette (Paris), Selfridges (Londres) e Isetan Shinjuku (Tóquio).

Loja do Apple Watch dentro da Galeries Lafayette
Loja do Apple Watch dentro da Galeries Lafayette

O tempo passou, o Apple Watch se estabeleceu e os planos estão mudando. O relógio está longe de ser o sucesso que a Apple vislumbrou; por outro lado, não é nem de perto o fracasso que muitos desenham por aí. Aparentemente essa estratégia de pequenas lojas dedicadas ao relógio, ao menos atualmente, não faz mais sentido e a Apple resolveu acabar com isso.

No fim de outubro de 2016, o site francês Mac4Ever noticiou [Google Tradutor] que a loja do Apple Watch dentro da Galeria Lafayette fecharia suas portas agora, em janeiro, devido às vendas fracas.

Nesta semana surgiram indícios de que a loja dentro da Selfridges, em Londres, vai pelo mesmo caminho. Isso porque a página da loja dentro do site da Apple (que antes mostrava sua localização no mapa, horários de funcionamento e mais informações relacionadas ao local) simplesmente sumiu e a URL agora direciona para a página que lista todas as lojas da Maçã no país.

Loja do Apple Watch dentro do Isetan Shinjuku
Loja do Apple Watch dentro do Isetan Shinjuku

Levando em conta que as vendas deverão, sim, estar abaixo do que a Apple previu quando o Watch ainda estava em desenvolvimento e que a estratégia mudou bastante com a saída dos relógios de ouro e ouro rosa (os quais custavam uma pequena fortuna e eram posicionados bem mais como jóias do que como um wearable), é bem capaz de vermos todas essas lojas fechando (inclusive a do Japão).

[via 9to5Mac, MacRumors]

Atualização · 22/01/2017 às 22:02

Além da loja do Apple Watch dentro da Selfridges (que de fato fechou no começo de janeiro), a loja dentro da Galeries Lafayette aparentemente também já está fechada — não há mais menção a ela nesta página que mostra todas as lojas da Maçã no país.

Veremos, agora, quando a mini-loja japonesa do Apple Watch fechará, também.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários