Firma estima que Apple vendeu 5,2 milhões de Watches no quarto trimestre de 2016, com fatia de 63% [atualizado: ou 6 milhões?]

Desde o lançamento da primeira geração do Apple Watch, a empresa anunciou que não separaria seus números de venda e receita em relatórios financeiros. E assim tem feito, desde então; no último resultado estrondoso, divulgado na terça-feira (31/1), o Watch estava mais uma vez no bolo da categoria “Outros”. Tim Cook apenas afirmou que, no período, o Apple Watch registrou um recorde de receita.

Sendo assim, dependemos de pesquisas/estimativas para ter uma ideia de quantos Watches a Apple está vendendo. E a Strategy Analytics, que ainda ontem falou do mercado de smartphones, agora publicou um relatório sobre smartwatches.

Strategy Analytics sobre smartwatches

Segundo os dados dela, a Apple teria vendido 5,2 milhões de Watches (em sua maioria modelos Series 2) no quarto trimestre de 2016 — o que lhe daria uma fatia de 63,4% de todo o mercado de relógios inteligentes. A única outra marca que aparece na tabela é a Samsung, a qual teria vendido 800 mil smartwatches com 9,8% do total.

O mercado de smartwatches como um todo teria crescido 1,4% no ano, chegando a 21,1 milhões de unidades vendidas.

[via Barrons.com]

Atualização, por Bruno Santana · 07/02/2017 às 22:50

Outro relatório com estimativas de vendas de smartwatches, desta vez da Canalys, pinta um cenário parecido, embora a variação nos números dê uma vantagem ainda maior à Apple. Segundo a firma, a Apple teria despachado 6 milhões de Apple Watches no quarto trimestre do ano passado, representando um crescimento anual de 12% — foi o melhor trimestre do reloginho na história, mesmo “significantemente afetado por problemas na cadeia de produção”, como coloca a Canalys.

Relatório de smartwatches da Canalys referente ao quarto trimestre de 2016

Aliás, se a quantidade absoluta de aparelhos despachados coloca a Apple numa larga posição de vantagem em termos de fatia de mercado, com 49% (contra 17% da Fitbit e 15% da Samsung), se falarmos de lucro a dominação de Tim Cook e sua turma é maior ainda: os mais de US$2,6 bilhões de receita gerados pelo Apple Watch no último trimestre representam uma fatia de quase 80% da receita total gerada por todos os smartwatches no período.

Segundo Jason Low, analista da Canalys, uma das razões do bom trimestre do Watch tem a ver com a movimentação da Apple em deixar a linha mais simples e fácil de entender, com produtos focados na saúde e na qualidade de vida. O preço menor do Apple Watch Series 1 também foi um fator determinante para este período de sucesso — que, eu garanto, todos lá em Cupertino estão com os dedos cruzados para manter-se nos próximos anos.

[via Apple World Today]

Posts relacionados

Comentários

7 comments

  1. Me atrevo a dizer que sim… tanto que ela nunca discriminou as vendas do relógio, ao contrário de telefones, macs…

  2. Não dá para comparar nada no planeta com o iPhone.

    Mas 5,2 milhões de relógios num trimestre, mesmo considerando o modelo mais básico do Series 2 (US$369), dão quase US$2 bilhões de faturamento. Não tem como não estar feliz.

    E ela nem conseguiu atender à demanda toda durante o trimestre, para você ver…

Deixe uma resposta