A briga tá boa: Apple puxa executivo do Spotify para liderar relações com gravadoras no Apple Music

Google? Microsoft? Que nada. A briga mais acirrada da Apple hoje em dia é com uma empresa saída da Suécia e fundada há pouco mais de dez anos. Sim, amigos, estou falando do Spotify, cuja concorrência acirrada com o Apple Music já gerou manchetes apetitosas para os veículos de comunicação e uma série de polêmicas envolvendo acusações de ambos os lados.

Steve Savoca, novo executivo do Apple MusicAgora, a Apple está movendo mais uma peça neste jogo para lá de emocionante: a gigante de Cupertino cooptou um dos principais executivos do Spotify para desempenhar a mesma função de outrora no Apple Music. O ex-vice-presidente de conteúdo do Spotify, Steve Savoca, está com as malas prontas para 1 Infinite Loop, onde vai liderar os esforços do Apple Music na complicada relação com as gravadoras. Uma das principais atribuições do recém-contratado será desenvolver uma relação mais próxima com selos menores e independentes, com foco na música internacional.

Savoca estava no Spotify desde que a empresa chegou aos Estados Unidos e, anteriormente, tinha cargos na área de marketing em diversas gravadoras; além disso, ele próprio é músico e tinha uma banda chamada The Werefrogs nos anos 1990.

Com este movimento, a Apple meio que admite que está devendo numa área importante (o que eu concordo plenamente): enquanto Tim Cook e sua turma são inigualáveis na capacidade de negociar com grandes artistas e nomes gigantes da música, o Spotify tem se dado bem melhor na tarefa de atrair nomes novos e inovadores, gerando um fluxo maior de entradas e o interesse de pessoas que realmente curtem a arte da música.

Será que a contratação gerará frutos interessantes para o serviço? Aguardemos.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários

15 comments

  1. Me lembrou na época do lançamento do iPod, quando Jobs convenceu todo o mercado fonográfico a participar da ideia.

  2. Apple demorou muito pra entrar no jogo e achava que quando entrasse ia ultrapassar todos os concorrentes rapidamente, o que não aconteceu. Quem sabe um dia ela supere o Spotify, mas por enquanto continua comendo poeira.

  3. Sei não, o pessoal meio que esquece que as maiores gravadoras de música (Universal, Warner e Sony) são acionistas do Spotify, então visam seu crescimento pra que lucrem mais ainda juntas.

  4. Finlândia… a Microsoft pegou a Nokia e não deslanchou. Agora é a maçã, mas com um funcionário, ok, coisas diferentes, mas… Minha opinião? As produtoras, com razão, não estão afim a aderir a uma tentativa de monopólio da Apple. E sabe o que acho? Ótimo para o consumidor.

  5. Comendo poeira do Spotify free, porque em na subscrição premium o Apple Music tem tantos assinantes como o Spotify Premium.

  6. Uma dúvida: O Apple Music tem app para Windows, TV, e outros tipos de produtos? Estou com o Spotify até agora porque vejo muita vantagem em disponibilizar para vários serviços, diferente dos concorrentes.

  7. Sim, basta baixar o iTunes no Win. e fazer login da sua conta que conseguirá usar o Apple Music. Para TV, vc terá que ter o Apple TV.

Deixe uma resposta