Apple expande serviço de cobrança da iTunes Store via operadoras telefônicas; será que isso pegaria no Brasil?

Muitos não sabem, mas já há mais de um ano, a Apple vem introduzindo uma nova forma de pagamento nas iTunes Stores de alguns países: pela da própria conta de telefone da sua operadora de celular. A modalidade surgiu primeiro na Alemanha, chegando depois a Suíça, Taiwan e Japão — nos três casos, apenas em operadoras específicas.

O avanço desta forma de pagamento tem sido bastante paulatino, mas constante: em novembro, receberam o recurso operadoras selecionadas nos Emirados Árabes Unidos, na Arábia Saudita, na Bélgica e na Noruega; no mês seguinte, foi a vez dos nossos amigos da Rússia de ganharem o método de pagamento — somente, porém, aqueles da operadora Beeline.

Cobrança na iTunes Store via operadora

Esta semana, a Apple anunciou que mais três países estão entrando na brincadeira: Itália, Singapura e Áustria. Na terra da pizza, o recurso de cobrança da iTunes Store via operadora está disponível através da 3; no país asiático, ele é exclusivo por enquanto para a operadora M1 Limited; enquanto isso, na terra de Mozart, a modalidade restringe-se à Drei.

Todos os países e operadoras que oferecem o serviço podem ser conferidos nesta página. Curiosamente, os Estados Unidos ainda não ganharam esta possibilidade — e nem o Brasil, o que me faz perguntar: será que tal modalidade de pagamento encontraria tração por aqui?

A primeira barreira a ser superada para a implementação do serviço em nosso país, naturalmente, seria o início da cobrança em reais na iTunes Store — um prospecto que divide opiniões. Caso tal mudança seja concretizada, entretanto, não vejo motivo para a modalidade não ser amplamente adotada.

Peguemos um exemplo: Uber. A empresa virou uma gigante global aceitando apenas cartões de crédito como pagamento, mas, ao chegar no Brasil, encontrou um problema: muita gente por aqui simplesmente não tem ou não usa um cartão deste tipo. Por isso, nossa querida república foi a primeira do mundo onde a empresa de transporte começou a aceitar dinheiro em espécie como pagamento — modalidade que, posteriormente, começou a expandir-se a outros países.

O que vocês acham?

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários