Plex Cloud é liberado para todos os assinantes do serviço, permitindo streaming de conteúdo sem um servidor físico próprio

Sem dúvidas, o Plex é uma das ferramentas mais utilizadas por usuários de macOS, Windows ou Linux que prezam por uma biblioteca de conteúdo multimídia organizada, acessível e fácil de manter. Até hoje, entretanto, o serviço requeria a existência de um servidor pessoal — geralmente um computador — sempre ligado e conectado à internet, com todas as mídias salvas ocupando espaço no disco, para funcionar a contento. Agora, para os usuários pagantes do Plex, este processo passa a ser dispensável.

TV - Plex Cloud

Isto porque acabou de ser liberado para todos os usuários do Plex Pass (que custa a partir de US$5 por mês) o recurso Plex Cloud, que permite o upload de toda a sua biblioteca de conteúdo para algum dos serviços de nuvem compatíveis, tornando possível a utilização do Plex sem a necessidade de ter um servidor próprio conectado a todo momento. Por enquanto, os serviços compatíveis com o recurso são o Dropbox, o Google Drive e o OneDrive, com a perspectiva da adição de outros concorrentes no futuro — alguém falou em iCloud? Acho que não.

https://www.youtube.com/watch?v=7s-lSsDlS2E

O Plex Cloud já estava disponível em versão de testes para usuários selecionados desde outubro, porém funcionando com o serviço Amazon Cloud Drive — que requeria uma assinatura própria de US$60 por ano dos usuários. Entretanto, a equipe do Plex afirmou ter encontrado problemas com o serviço e resolveu repensar a abordagem ao Plex Cloud, chegando à versão “nuvem-agnóstica” que foi lançada hoje.

Claro que usuários do Plex que tenham bibliotecas gigantescas, ocupando terabytes de espaço digital, não terão como tirar proveito do novo recurso sem pagar uma quantia considerável a algum serviço de nuvem (o Google Drive, por exemplo, cobra salgadíssimos R$350/mês por 10TB de armazenamento). Ainda assim, é ótimo ter a opção de fazer o streaming de filmes, séries, vídeos e fotos diretamente da nuvem sem precisar se preocupar com os detalhes técnicos da coisa.

[via TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários