Estudo realizado com o ResearchKit mostra como os dados recolhidos são realmente confiáveis

O ResearchKit tem ajudado diversos campos da Medicina e pacientes, melhorando o diagnóstico e o tratamento de várias doenças. Em relação às informações coletadas, ainda há um ceticismo em torno dos dados obtidos por aplicativos em smartphones. Entretanto, pelo menos em relação à asma, a Nature Biotechnology mostrou que obteve uma grande quantidade de dados confiáveis apenas utilizando o ResearchKit.

Asthma Asma e ResearchKit na keynote da Apple

O aplicativo Asthma Health (para o estudo da asma) — que foi até citado pela Apple em uma de suas keynotes — já foi baixado por mais 50.000 usuários de iPhones e, destes, 7.600 participaram de um estudo de seis meses. Pelo app, os voluntários responderam a questionários sobre como eles tratavam a asma, além de ceder informações também sobre localização e qualidade do ar. Após isso, era verificado se as informações dadas correspondiam com a realidade (em relação a fatores externos), provando que realmente os dados eram confiáveis.

Apesar de ter sido um estudo bem sucedido, há ainda limitações em relação a pesquisas realizadas por smartphones. Por exemplo, os pesquisadores acreditam que o estudo é mais eficaz quando ele dura um período menor de tempo. Há também problemas um pouco mais sérios, como o método de seleção, as baixas taxas de retenção, a comunicação e a segurança dos dados.

Mesmo com esses fatores e o fato de que os pacientes preenchem seus próprios questionários, os dados no estudo da asma revelam bastante segurança, pelo menos neste estudo especificamente. E, com certeza, à medida com que as pesquisas forem aparecendo, a tecnologia melhorará cada vez mais para atender às necessidades tanto dos médicos quanto dos pacientes.

[via The Verge]

Posts relacionados

Comentários