EUA e Reino Unido estão banindo notebooks e tablets de alguns voos devido a ameaças terroristas

É, meus amigos, não está fácil. O jornal The Guardian informou ontem que os governos dos Estados Unidos e do Reino Unido decidiram banir notebooks e tablets de bagagens de mão em alguns voos devido a uma tentativa de utilizar um iPad falso como bomba.

iPad no avião

Triste pensar que esse tipo de distração em diversos voos não está mais permitido. 😔

O banimento entrou em vigor no fim de semana e afeta alguns voos de/para diversos países predominantemente do Oriente Médio e da África (norte do país). O Departamento de Segurança Interna dos EUA havia dito anteriormente que a proibição era o resultado de terroristas que buscavam “métodos inovadores” para atacar aviões, porém sem especificar o exato motivo — que, agora, nós sabemos.

Nem todos os detalhes deste ataque mal-sucedido foram revelados. O que se sabe é que havia um plano para derrubar um avião com explosivos escondidos em um iPad falso que era extremamente parecido com um verdadeiro. Detalhes como a data da tentativa do atentado, o país envolvido e o grupo por trás dele, porém, permanecem secretos.

Ainda segundo o jornal, as restrições visam especificamente as bagagens de mão pois um terrorista poderia reservar um assento na janela, assegurando-se que a bomba esteja bem ao lado da fuselagem — tendo assim uma maior chance de derrubar o avião. Os aeroportos selecionados para a proibição se baseiam, em parte, na avaliação da qualidade dos controles de segurança — embora as incoerências entre os aeroportos designados pelos EUA e pelo Reino Unido estejam causando algumas dúvidas, de acordo com o jornal.

Um especialista em defesa e inteligência citado por eles estranhou, também, o fato de outros países ocidentais — muitos vêm sofrendo com ataques terroristas, é bom ressaltar — aparentemente não compartilharem essas mesmas preocupações.

[via 9to5Mac]

Posts relacionados

Comentários