O estilo de Tim Cook nas entrevistas de emprego pode ser extremamente intimidador, de acordo com esta história

Todos nós já estamos cansados de saber que o estilo de Steve Jobs no comando da Apple era, digamos, deveras explosivo. O criador e ex-chefão da Maçã era conhecido por seus ataques, vigilância constante nos empregados e exigência total e absoluta de qualidade máxima a qualquer instante. Imagino, portanto, que passar por uma entrevista de emprego com Jobs deveria ser uma das experiências mais enervantes e desesperadoras pela qual uma pessoa poderia ter na vida.

Publicidade

Mas e o seu sucessor? Tim Cook, à primeira vista, é uma figura muito mais ponderada, calma, metódica. Entretanto, de acordo com uma história compartilhada por Kim Scott, ex-empregada da Apple e do Google que agora está promovendo seu primeiro livro, Cook pode ser tão intimidador quanto Jobs numa entrevista — embora por motivos justamente opostos.

Tim Cook com bolsistas da WWDC

Antes da sua entrevista de emprego com Cook, Scott foi informada que o atual CEO da Apple era extremamente calado e impassível durante este procedimento, o que potencialmente levava os candidatos à loucura. Segundo a escritora, esta é a principal característica do executivo que tanto amedronta os entrevistados: o silêncio.

Publicidade

Tanto é que, quando Cook perguntou a Scott qual era o maior erro que ela tinha cometido durante a sua passagem pelo Google, ela acabou quase — quase — colocando os pés pelas mãos.

Apesar do alerta, eu não prestei atenção o suficiente, e comecei a confessar coisas porque ele era tão silencioso. Eu comecei a falar um pouco mais do que devia sobre este ou aquele erro, coisas que não se devem falar numa entrevista de emprego. Então eu percebi que estava prestes a falar para ele coisas que provavelmente custariam minha vaga.

O que salvou Scott, de todas as coisas na face da Terra, foi um terremoto. Sim, literalmente: no instante em que ela percebeu que perderia o rumo da sua fala, o chão sob os seus pés começou a tremer no prédio da Apple onde a entrevista estava sendo conduzida. Ela, então, perguntou o porquê do prédio estar se mexendo daquela forma estranha — e aí tudo mudou. Cook, segundo palavras dela, “não resistiu” e começou a explicar orgulhosamente os feitos de engenharia daquele prédio e como eles eram basicamente à prova de terremotos; uma prova de que, o que o CEO da Maçã tem de quieto, ele tem de orgulhoso.

No fim das contas, Scott conseguiu a vaga e permaneceu por alguns bons anos na Apple; Cook, por sua vez, deve estar agora 30 vezes mais empolgado explicando a candidatos os feitos de engenharia do Apple Park.

[via Cult of Mac]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…