Protótipo do Apple I — que pertenceu a Steve Jobs — será exibido no museu de Paul Allen, em Seattle (nos EUA)

O Apple I foi, sem dúvida nenhuma, muito importante para a história da computação. Imagine, então, um protótipo desta máquina — que pertencia a Steve Jobs!

Reconhecendo isso, o Living Computers: Museum + Labs, fundado por ninguém menos que Paul Allen (cofundador da Microsoft), abrirá uma exibição na próxima sexta-feira (14/4) intitulada “Apple Computer Exhibit”, onde visitantes poderão caminhar pelas duas primeiras décadas de produtos e de avanços tecnológicos da Apple — especificamente entre os anos de 1976 e 1999. O protótipo do Apple I, é claro, será o protagonista da mostra, conforme informou o GeekWire.

Apple I
Apple I que será utilizado pelo público

Para Lāth Carlson, diretor executivo do museu, trata-se do computador mais importante da história. Isso porque o protótipo foi usado por Jobs nas diversas demonstrações feitas por ele no início da Apple. Na exibição, visitantes poderão interagir com um Apple I desses — obviamente não com o precioso protótipo de Jobs, e sim com uma unidade demo; outros computadores como o Apple II, o IIe, o IIc, o Apple III e o Lisa também estarão expostos.

Apple II
Apple II que também está em exibição no museu

Cerca de 200 destes [Apple I] foram feitos, aproximadamente 70 são conhecidos por terem sobrevivido e cerca de 7 são operáveis. Nós iremos executar a versão do BASIC de Steve Wozniak, que escreveu nele.

Apple I
Protótipo do Apple I que pertenceu a Steve Jobs

A história por trás de como o computador chegou às mãos do museu é bem interessante. O Apple I em questão foi utilizado por Jobs e por Mike Markkula (primeiro investidor da Maçã) como uma versão modificada do computador básico que a empresa costumava levar para demonstrações com potenciais investidores. A máquina foi abandonada por Jobs quando ele saiu da Apple em 1985; a direção da empresa, então, permitiu que empregados “limpassem” o escritório do cofundador e o engenheiro Don Hutmacher acabou ficando com o Apple I. Hutmacher faleceu no ano passado; quando a família dele achou o Apple I na garagem, levou a máquina para o seu novo lar: o museu.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários