Apple simplifica as coisas e não cobra mais nada pelos apps iMovie, GarageBand, Pages, Numbers e Keynote (para iOS e macOS)

Há um tempo, a Apple resolveu adotar a seguinte política: os aplicativos da antiga suíte iLife (iMovie e GarageBand, que eram complementados pelo finado iDVD) e da suíte iWork (Pages, Numbers e Keynote) custavam alguns dólares cada, mas se você adquirisse um novo iGadget ou Mac, poderia baixá-los gratuitamente. Hoje, isso mudou de uma vez por todas.

Todos os aplicativos, tanto para iOS quanto para macOS, estão agora gratuitos — independentemente se você comprou ou não um novo telefone, tablet ou computador.

iOS


Ícone do app iMovie

iMovie

de Apple

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 2.2.9 (619.3 MB)
Requer o iOS 13.4 ou superior

Ícone do app GarageBand

GarageBand

de Apple

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com o iMessage
Versão 2.3.8 (1.7 GB)
Requer o iOS 13.0 ou superior

Ícone do app Pages

Pages

de Apple

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 10.0 (526 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior

Ícone do app Numbers

Numbers

de Apple

Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 10.0 (511.6 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior

Ícone do app Keynote

Keynote

de Apple

Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple Watches
Versão 10.0 (612.3 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior

macOS


Ícone do app iMovie

iMovie

de Apple

Compatível com Macs
Versão 10.1.14 (2.2 GB)
Requer o macOS 10.14.6 ou superior

Ícone do app GarageBand

GarageBand

de Apple

Compatível com Macs
Versão 10.3.4 (1 GB)
Requer o macOS 10.13.6 ou superior

Ícone do app Pages

Pages

de Apple

Compatível com Macs
Versão 10.0 (286.4 MB)
Requer o macOS 10.14 ou superior

Ícone do app Numbers

Numbers

de Apple

Compatível com Macs
Versão 10.0 (211.6 MB)
Requer o macOS 10.14 ou superior

Ícone do app Keynote

Keynote

de Apple

Compatível com Macs
Versão 10.0 (413.6 MB)
Requer o macOS 10.14 ou superior

Trata-se de uma pequena, mas boa mudança. Além de acabar com uma possível confusão em relação aos preços desses apps (agora a empresa só cobra mesmo pelos aplicativos 100% voltados ao público profissional, como o Final Cut Pro e o Logic Pro X), não deixa de ser mais um agrado para consumidores. 😉

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários