Para brasileiros: chefão do Apple Music afirma que serviço será cobrado em reais até o fim do ano

Ontem nós informamos que a iBooks Store (loja online de livros da Apple) passará a cobrar na moeda local em alguns países da Europa e da América do Sul. Isso mesmo: alguns dos nossos vizinhos, mais precisamente Chile, Colômbia e Peru, passarão a comprar livros respectivamente em peso chileno, peso colombiano e novo sol. Por enquanto, não há nenhum sinal de que a iBooks Store ou qualquer outra loja online de conteúdo digital da Apple no Brasil (App Store e/ou iTunes Store) passe a cobrar em reais.

Publicidade

Entretanto, no próprio post que escrevemos sobre isso, o leitor d3bing compartilhou um artigo do site Omelete que cobre justamente isso. Na verdade, não exatamente para as lojas online da Apple, mas pro serviço de streaming musical da Maçã.

A matéria (do início de fevereiro) fala que a Apple deverá implementar o pagamento em reais no serviço aqui no Brasil até o fim do ano. Com base em que, você me pergunta? De acordo com eles, o próprio chefão do Apple Music (Eddy Cue, vice-presidente sênior de softwares e serviços para internet da Apple) confirmou os planos em uma entrevista realizada com jornalistas brasileiros em Miami (na qual o Omelete estava presente).

Estamos trabalhando nisso [cobrar em reais] e planejamos implementar este ano. Ainda não aconteceu por conta de problemas burocráticos.

Caso a Apple resolva os problemas burocráticos para cobrar em reais no Apple Music, eu não vejo como isso não chegaria também a outros serviços/lojas online da empresa. Assim, se os planos da Maçã se mantiverem inalterados, é capaz de vermos uma virada de chave geral dos preços em dólares para reais até o fim de 2017.

Publicidade

Nós já discutimos bastante aqui no site os prós e os contras de se cobrar em dólar/real; com a mudança, os preços muito provavelmente subirão um bocado; por outro lado, os Gift Cards (Cartões Presentes) poderão se tornar realidade em nosso país, possibilitando a compra de conteúdos sem a necessidade de se ter um cartão de crédito.

E aí, você está torcendo para que isso se torne realidade ou quer que as coisas continuem do jeito em que estão agora (tudo em dólares)?

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…