Apple contrata especialista de chips da Qualcomm e editora-executiva da New York Magazine

Tem gente de mudança para Cupertino — resta saber se para trabalhar na mais nova “espaçonave” que aterrissou por lá ou se em algum outro campus/prédio da empresa espalhado pelo Vale do Silício.

Deixando a briga entre Apple e Qualcomm de lado — ou não, já que a contratação pode até mesmo ter alguma ligação com isso —, a Maçã contratou Esin Terzioglu; a descoberta foi feita por Neil Shah, da Counterpoint.

Depois de incríveis ~8 anos na Qualcomm, é hora de eu passar para a minha próxima aventura. Foi uma honra e um privilégio ter trabalhado com tantos indivíduos talentosos e dedicados na Qualcomm, onde realizamos grandes feitos como equipe (a conquista de 10nm foi incrível e o time realizou um trabalho sensacional trazendo o primeiro produto ao mercado!!!).

Sinto-me privilegiado pela oportunidade de continuar a minha carreira na Apple.

Terzioglu era vice-presidente de engenharia na Qualcomm e agora é o líder dos SoCs1 wireless na Apple. Com um Ph.D. em Engenharia Elétrica (com minor em Ciências da Computação) pela Universidade de Stanford, sem dúvida nenhuma estamos falando de uma baita perda para a Qualcomm e um movimento para lá de interessante da Apple, que caminha cada vez mais para um desenvolvimento sustentável de chips (seja para processamento computacional — atualmente estamos no A10 Fusiongráfico e, agora, de conectividade sem fio).

Esin Terzioglu e Lauren Kern
Esin Terzioglu e Lauren Kern

Outro nome de peso que está agora em Cupertino é o de Lauren Kern, ex-editora executiva da New York Magazine — agora, editora-chefe do Apple News, conforme informou o Politico.

A contratação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Maçã; o contexto dela — o que Kern fará exatamente e quais são os planos para o agregador de notícias da Apple, que ainda precisa ganhar uma amplitude global para se tornar relevante (dois anos após o lançamento do Apple News, o recurso está disponível apenas na Austrália, nos Estados Unidos e no Reino Unido), porém, não foram comentados.

via AppleInsider, MacRumors

Posts relacionados

Comentários