iMac Pro não terá RAM removível e periféricos não serão vendidos separadamente

Hoje, na Worldwide Developers Conference (WWDC) 2017, quase não conseguimos respirar de tantas novidades. Tudo bem se, para você, elas não tenham sido lá tão excitantes ou tão “novas” assim, mas de certo foram bastante numerosas — e isso ninguém pode negar.

Em relação a Macs — e, assim como prometido —, vimos atualizações para os iMacs e para algumas linhas de MacBooks. Nós já publicamos as principais melhorias e novidades dos Macs que foram divulgadas pela Apple durante e depois do evento, mas algumas perguntas (ou respostas) ainda pairavam pelo ar.

O poderoso e garboso iMac Pro “chegou, chegando” (digo, vai chegar — lá pro fim do ano…) com sua cor cinza espacial bastante atraente para aqueles usuários que preferem “o lado negro” ao convencional prateado presente nos tudo-em-um da empresa.

Junto dele, os periféricos também ganharão com esse tom mais escuro — algo até bem pedido por usuários da Apple. Entretanto, é com pesar que lhes digo que o Magic Trackpad, o Magic Keyboard e o Magic Mouse em suas versões cinza espacial não serão vendidos separadamente, como a própria empresa confirmou ao 9to5Mac.

iMacs Pro de frente no escuro

Mas, se você não se abalou com esta notícia, sente-se que lá vem bomba: ainda que o chamem de iMac “Pro”, não será possível trocar/remover sua RAM. Sim, amigos, esta é uma notícia deveras decepcionante, porém era de se esperar, já que essa opção vêm sendo adotada em todos os recentes lançamentos da Apple.

O iMac Pro chegará em dezembro com opções a partir de US$4.999 com 32GB, podendo ir até no máximo 128GB de memória ECC (provavelmente custando uns dois rins). Se você não curtiu a notícia de a memória não ser removível, espere só mais um pouquinho pois a Apple afirma em seu site que algo a mais está para ser anunciado:

Além do novo iMac Pro, a Apple está trabalhando em um Mac Pro, de última geração, totalmente redesenhado, projetado para clientes profissionais que precisam do sistema de alto rendimento, em um design modular, bem como um novo monitor profissional com alta resolução.

Este, sim, esperamos que volte a ser altamente personalizável/atualizável. Daí, até “justifica-se” essa diferenciação olhando para o iMac Pro. Veremos…

·   •   ·

Enquanto os profissionais estão provavelmente exultando depois do anúncio desta tarde, nós, reles mortais, nos perguntamos (na verdade, eu me pergunto): cadê atualizações para o meu tão amado Mac mini? #chateada 😢

Posts relacionados

Comentários