Apple abre o protocolo HomeKit para desenvolvedores e anuncia novidades

Claro, a keynote principal já tem três dias, mas a Worldwide Developers Conference 2017 continua a todo vapor lá em San Jose (na Califórnia) — e o melhor de tudo é que as famigeradas sessões para desenvolvedores continuam trazendo novidades deveras interessantes para o mundo tecnológico em geral. Prova disso é uma mudança na política de desenvolvimento do HomeKit, protocolo de automação doméstica da Maçã, anunciada ainda ontem.

A especificação do protocolo HomeKit está agora aberta para todos os desenvolvedores! É possível construir um dispositivo inteligente usando Arduino e controlá-lo através do HomeKit sem obter um licença MFi.

E aqui está a especificação para quem tem uma conta no Apple Developer: developer.apple.com/homekit/specification/

A partir de agora, a Apple deixará de exigir um certificado MFi (Made For iPod/iPad/iPhone) aos desenvolvedores que queiram testar e produzir soluções integradas ao HomeKit. Desta forma, se você tem algum conhecimento de programação e automação doméstica, pode fazer os seus próprios experimentos com um chip Arduino e um eletrodoméstico da sua preferência (ou vários!), controlando tudo por meio do aplicativo Casa (Home). As possibilidades são basicamente ilimitadas!

Claro que há um detalhe: a licença irrestrita para desenvolvimento do HomeKit é exclusivamente não-comercial; ou seja, caso você crie algo absolutamente fenomenal e pretenda vender a sua invenção, aí, sim, terá que solicitar o registro no programa MFi junto à Apple (que é atrelado ao pagamento de uma taxa por produto vendido).

E mais: até hoje, os produtos produzidos por desenvolvedores e empresas inscritas no programa obrigatoriamente tinham que vir com um chip interno de certificação para funcionarem; esta certificação, agora, pode ser feita também por software — o que é uma boa notícia não só para os desenvolvedores independentes, mas também para as fabricantes, que não mais precisam arranjar espaço dentro dos seus (cada vez menores) produtos para incluir um pedaço de hardware autenticador.

Com a liberação, a intenção da Apple é clara: ao permitir que todos desenvolvam na plataforma, o número de boas ideias e soluções cada vez mais avançadas cresce exponencialmente e, com o tempo, a própria empresa talvez poderá se vangloriar de ter a maior e mais completa plataforma de automação doméstica do mundo. Se estas palavras traduzir-se-ão em realidade, ninguém sabe, mas inegavelmente este é um passo bastante promissor nessa direção.

·   •   ·

Ainda falando sobre as novidades anunciadas nesta manhã na sessão para desenvolvedores da WWDC sobre o HomeKit, outras mudanças e novas funcionalidades para o protocolo foram introduzidas, a começar por duas novas categorias de produto suportadas pelo protocolo: torneiras e sprinklers (aqueles dispositivos dispersores de água utilizados tanto no teto, para contenção de incêndios, como nos gramados, para regar a vegetação).

Com as adições você pode, por exemplo, regar o seu jardim ou preparar um confortável banho na sua banheira diretamente do iPhone, iPad ou (futuramente) do HomePod. Eu, como não tenho jardim, banheira ou HomePod, vou continuar exatamente da mesma forma.

Com as duas novas categorias, agora já são 16 tipos de produto suportados pelo HomeKit: portas de garagem, termostatos, sensores, cortinas e persianas, dispositivos de segurança, umidificadores, aparelhos de ar-condicionado, cadeados, purificadores de ar, lâmpadas, tomadas, ventiladores, câmeras, campainhas e, agora, torneiras e sprinklers.

Mas não para por aí: além das adições, outras novas funcionalidades estão chegando à plataforma com o iOS 11, como a possibilidade de emparelhar dispositivos por códigos QR1 ou NFC2, além da certificação por software supracitada. Novos gatilhos para eventos também estarão disponíveis, bem como uma latência melhorada para aparelhos que se comuniquem com o hub via Bluetooth.

Sim, meus amigos e minhas amigas, a plataforma está amadurecendo a passos rápidos!

via Apple World Today, 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários