iPhone 7 Plus fica apenas em quinto lugar em ranking de smartphones da Consumer Reports liderado pelo Galaxy S8+

De tempos em tempos, a Consumer Reports — uma das mais respeitadas publicações americanas dedicadas a testar e classificar de produtos das mais variadas áreas — publica seu ranking de smartphones para orientar o consumidor acerca das melhores opções disponíveis no mercado.

Hoje, a revista revelou a mais recente das suas classificações e, como da última vez, a Apple perdeu o primeiro lugar para a sua atual arquirrival no mundo dos dispositivos móveis: a Samsung. Dizer que a Maçã simplesmente “perdeu o primeiro lugar”, entretanto, é um mero eufemismo, porque a verdade é que o primeiro smartphone de Cupertino na lista está numa desonrosa quinta colocação.

O mais recente ranking da CR foi dominado, como era de se esperar, pelas novas meninas-dos-olhos da Samsung. O Galaxy S8+ conquistou o primeiro lugar seguido do seu irmão menor, o Galaxy S8 “comum” — a publicação elogiou bastante o design quase desprovido de bordas dos aparelhos, bem como a impressionante tela curvada e o desempenho da câmera que, segundo eles, não deve em nada e até mesmo supera o sistema duplo do iPhone 7 Plus (mesmo com apenas uma lente). Claro que os aparelhos não escaparam também das críticas, direcionadas principalmente ao posicionamento do leitor de digitais e à facilidade em burlar o seu reconhecimento facial.

O Top 5 é completado pelo Galaxy S7 Edge, pelo LG G6 e pelo iPhone 7 Plus, respectivamente — pois é, o iPhone 7 menor nem ao menos apareceu na lista para dizer “Oi, lembram de mim?”.

Dito isso, algumas coisas precisam ser levadas em consideração. Obviamente o ranking está comparando dispositivos recentes com um aparelho de quase um ano de vida — o Galaxy S8 foi anunciado em março, enquanto os iPhones 7/7 Plus são de setembro do ano passado —, mas é bom lembrar que o Galaxy S7 Edge, que é ainda mais velho que o iPhone mais recente, supera o aparelho de Cupertino no ranking; ou seja, não, não estamos falando simplesmente de uma questão do “velho” contra o “novo”.

E mais: pessoalmente, ainda não tive a oportunidade de ficar sozinho com o Galaxy S8 num quarto, mas pelos meus breves “testes” com o aparelho em lojas e emprestados de amigos, dá pra notar que a Samsung fez realmente um trabalho impressionante, tanto no hardware quanto no software.

Meu ponto é: se a Apple quiser realmente reconquistar sua posição de primazia no mercado de smartphones, terá que fazer mais, muito mais do que o feijão-com-arroz que tem feito recentemente quando o assunto é atualização de iPhones. Os rumores do “iPhone X”/”iPhone 8” estão aí para provar que nem tudo está perdido, mas mesmo com ele, não posso deixar de sentir que a Maçã está correndo para simplesmente tirar o atraso dos anos em que esteve, digamos, acomodada, em vez de realmente trazer algo novo — como tantas vezes fez ao longo da última década.

Claro que estas são apenas suposições minhas baseadas no que já vimos até agora. Vamos esperar os próximos meses e ver o que, concretamente, nos reserva o futuro.

via 9to5Mac

Posts relacionados

Comentários