Rumor: “iPhone 8” poderá chegar às lojas meses após o anúncio; frente branca e Touch ID no botão de força seriam improváveis

Preciso ser franco: nem eu, que sou pago para acompanhar com afinco todas as notícias relacionadas ao mundo Apple dia após dia e, portanto, já tenho uma certa prática em organizar meu cérebro para arquivar as novidades da forma mais prática, estou conseguindo seguir as vicissitudes da máquina de rumores acerca do mítico “iPhone 8”. É um tal de especulação pra cá, fonte próxima do assunto pra lá, especialista que desmente um rumor ali do outro lado… tanta coisa que sinceramente não vejo mais em quem acreditar — exceto, é claro, na própria Apple, daqui a alguns meses.

Entretanto, se for para acreditar em alguém antes do anúncio oficial, o blog japonês Macotakara é uma opção bastante promissora — nossos colegas do outro lado do mundo não costumam dar ponto sem nó, com fontes confiáveis e rumores quase sempre certeiros. E, após meses sem falarem nada sobre o atual estado das coisas no planejamento do “iPhone 8”, eles estão de volta com um relatório que traz algumas informações deveras apetitosas.

Mockup/render do "iPhone 8" preto

Segundo a reportagem, a Apple irá, como de previsto, apresentar o “modelo premium” junto aos prováveis “iPhones 7s/7s Plus” num evento em setembro; esse aparelho mais caro, entretanto, deverá demorar alguns meses antes de chegar às lojas — a publicação cita que o lançamento poderá ficar para a primeira metade do primeiro trimestre fiscal de 2018, que se inicia no fim de outubro deste ano. Além disso, haveria a grande possibilidade de que o período inicial de vendas seja limitado por estoques inferiores à demanda.

Sobre o aparelho em si, o site afirma que o “iPhone 8” *não* deverá mesmo, como vários rumores recentes já ventilaram, trazer uma opção com a frente branca — aparentemente, nem mesmo seria possível produzir o dispositivo desta forma, de acordo com o relatório (as razões para esta impossibilidade, entretanto, não foram explicadas).

Já a hipótese de a Maçã mover o Touch ID para o botão de força do iPhone também parece ser improvável, de acordo com o Macotakara; os japoneses afirmam que as peças relacionadas a este componente não trazem nenhuma camada especial para sensores ou coisa do tipo, sugerindo que o botão será, como de costume, apenas um botão, mesmo. Por outro lado, o site não mencionou se a Apple conseguirá capturar a galinha dos ovos de ouro e implementar o sensor biométrico por debaixo da tela, como tanto esperamos, ou terá que movê-lo para outro local menos apropriado (ou mesmo extingui-lo completamente).

Ao menos, a reportagem reitera que o próximo iPhone realmente trará um sistema de reconhecimento facial, o que pode complementar — ou até substituir — o Touch ID.

Alguém disposto a mudar as suas apostas ou seus cérebros também já derreteram completamente com tanta especulação?

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários