Apple já tem árvores suficientes para compensar todas as suas embalagens de papel

Na semana passada, a Apple soltou um vídeo cartunesco contando sobre como teve a ideia de criar a sua própria floresta. E, de acordo com o Environmental Leader, parece que a empresa já tem árvores suficientes para compensar todas as suas embalagens de papel.

O veículo chinês Xinhua informou que a Apple teria anunciado que o Forest Stewardship Council (FSC), órgão responsável pela criação de padrões florestais ecológicos, certificou aproximadamente 320 mil acres (cerca de 1.294km²) de florestas na China.

Essa certificação permite que a empresa crie e proteja florestas sustentáveis ​​a fim de compensar o uso de fibras utilizadas nas embalagens de seus produtos. E, para melhorar ainda mais nesse quesito e poupar mais fibras, ela procura utilizar embalagens menores e reciclar cada vez mais o papel que é utilizado.

Conforme a Apple contou em um email, dois terços dessa floresta recém-certificada serão administrados pela Maoyuan Forestry, na província de Hunan, enquanto o restante ficará aos cuidados da empresa estatal Qinlian Forestry Company, em Guangxi. Ambas as empresas trabalharam junto à organização World Wildlife Fund (WWF) para conseguirem a certificação FSC e implementarem planos de gerenciamento florestal, treinando os empregados para identificar “Florestas de Alto Valor de Conservação”.

Em 2015, o programa chinês de silvicultura da Apple foi criado em parceria com o WWF, com o compromisso de criar ou transportar 1 milhão de acres (~4.046km²) de floresta para serem gerenciadas de maneira responsável até 2020.

Depois de apenas dois anos, o número já alcançou os 300 mil acres (~1.214km²) e está aumentando cada vez mais. Lisa Jackson, vice-presidente de meio ambiente, políticas e iniciativas sociais da Apple, contou ao GreenBiz como a China está favorecendo este tipo de iniciativa.

Descobrimos que os chineses estavam dispostos a serem parceiros maravilhosos, tanto no setor privado quanto no público, já que eles realmente valorizam as florestas. Estamos descobrindo que a China é um solo muito fértil para “plantarmos” programas ecológicos.

O programa de reflorestamento da Apple, iniciado em 2015, teve a sua gênese nos Estados Unidos, em Maine e na Carolina do Norte, com 36 mil acres (~146km²) de florestas, e cada vez mais a empresa tem investido em iniciativas para melhorar (ou prejudicar menos) o meio ambiente.

via AppleInsider

Posts relacionados

Comentários