Apple já lidera as vendas de fones totalmente sem fio nos Estados Unidos

É, amigos, é aquela mesma história que sempre ouvimos: a Apple pode entrar tardiamente em um mercado, mas quando entra, ela arrasa. Tudo bem, a frase pode não ser exatamente essa, mas entendemos que a máxima de que a Maçã espera até que tudo esteja funcionando muito bem para, só então, introduzir seus produtos e serviços é verdadeira — e foi o que aconteceu no caso dos AirPods.

Ainda que os fones de ouvido sem fio da Apple tenham demorado mais do que o previsto para serem disponibilizados para compra, eles não decepcionaram nem um pouco. A experiência do MacMagazine com eles, vocês conferiram aqui e, mesmo que em pouquíssimas pessoas a sua parte ergonômica não tenha favorecido (alô, Breno Masi!), a maioria dos usuários ficou bastante satisfeita.

E a satisfação dos compradores se converteu obviamente em números, tal como apareceu em uma pesquisa feita pelo NPD Group, a qual revelou a diferença que os fones da Maçã causaram nesse mercado.

Os fones de ouvido totalmente sem fio representam um novo segmento que saiu do surgimento do Bluetooth. A Bragi e a Doppler Labs estavam entre as primeiras empresas a fazer fones de ouvido totalmente sem fio, mas a entrada de titãs da tecnologia como a Apple e a Samsung (mas principalmente a Apple) levou a um aumento nas vendas unitárias no segmento.

De acordo com a pesquisa, mais de 900.000 unidades de fones totalmente sem fio foram vendidas somente nos Estados Unidos desde o início deste ano. E, desse número, 85%(!) são vendas (em dólares) dos AirPods.

Se focando no acesso simples à Siri e outras tarefas iniciadas por voz, os AirPods realmente atuam como uma extensão do iPhone. O caminho da Apple para a liderança na categoria tem ajudado por meio de preços disruptivos, ressonância de marca e entusiasmo pelo chip W1, que facilita significativamente as conexões Bluetooth com dispositivos iOS e Mac.

Os branquinhos são, de fato, carinhos se comparados a outras opções (não totalmente sem fio). Entretanto, por mais que pessoas façam cara feia ao ver o preço dos AirPods, não é possível negar que somente o fato de a Apple ter entrado nesse segmento já gerou uma boa atenção até para os seus concorrentes e, então, beneficiou o mercado como um todo.

A partir de agora, toda e qualquer fabricante que entrar nesse mercado precisará enfrentar as gigantes da tecnologia e tentar entregar algo tão bom quanto elas, em qualidade de som, serviços integrados, recursos e mais; certamente, tudo ficou muito mais difícil para novatas.

Agora, basta saber se isso acontecerá em outras áreas que a Maçã quiser entrar também (não duvido que aconteça): sistema de carros inteligentes? O que será? Continue acompanhando o MacMagazine para cenas dos próximos capítulos! 😜

via AppleInsider

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários