Lista “The New Establishment” de 2017, da Vanity Fair, mais uma vez inclui Tim Cook e Eddy Cue

Todos os anos, a revista Vanity Fair compila uma lista das 100 pessoas mais importantes no mundo dos negócios — que ela chama de “The New Establishment”.

Lá em 2008, Steve Jobs era quem representava a Apple nela — em 2010, Jonathan Ive juntou-se a ele. A partir de 2011, Tim Cook assumiu o lugar de Jobs e ficou com Jony em 2012 e em 2015. No ano passado, a Maçã passou a ser representada por Cook e Eddy Cue — o que se repetiu agora.

Em 2017, parece que todos estão nos negócios de todos os outros, e a lista prevê as próximas batalhas à medida que várias indústrias, e os titãs que as comandam, cada vez mais trançam-se em uma só.

Tim Cook na Vanity Fair

Na lista de 2017, Cook apareceu na 3ª posição — vindo da 11ª, em 2016. A Vanity Fair destaca o mérito do CEO de aos poucos estar levando a Apple a se tornar a primeira empresa de capital aberto a valer US$1 trilhão.

Eddy Cue na Vanity Fair

Já Cue caiu da 54ª para a 73ª posição, sendo associado ao lançamento do HomePod — a resposta da Apple ao Amazon Echo e ao Google Home, que só chegará às lojas internacionais em dezembro.

Encabeçaram o ranking deste ano os dois mesmos nomes de 2016: Jeff Bezos (Amazon) e Mark Zuckerberg (Facebook). Atrás de Cook, fechando o Top 5, temos Larry Page (Alphabet; vindo da 33ª posição) e Elon Musk (Tesla/SpaceX, mesma posição do ano passado).

via Cult of Mac

Posts relacionados

Comentários